Pepe Escobar – Ásia Ocidental, Central e Sul da Ásia: a integração avança.

2/1/2021, Pepe Escobar, Asia Times (traduzido com autorização do autor) É uma daquelas viagens quintessenciais que faz o povo sonhar: Istanbul-Teerã-Islamabad, por trem. Chamemos de “Trem ITI”. ITI será realidade em breve, no início de 2021. Mas, inicialmente, apenas como trem de carga. O acordo foi firmado recentemente, na 10a reunião dos ministros de Transporte ...

Alto Carabaque : vitória de Londres e de Ancara, derrota de Soros e dos Armênios

Thierry Meyssan O Pentágono que havia planificado a guerra do Alto Carabaque foi dobrado pelos seus aliados britânicos. Mas, nenhuma das grandes potências se preocupou quanto aos mortos que provocaria. De resto, se Londres e Ancara renovaram a sua aliança histórica, Washington e Moscou nada ganharam, e Georges Soros e os Armênios ficaram a perder ...

Tempo de Problemas na Transcaucásia (3/3) 

4/10/2020, MK Bhadrakumar, Indian Punchline ______________________________________ “Idealmente, a Rússia precisa encontrar um equilíbrio entre Armênia, aliado estratégico, e Azerbaijão, parceiro estratégico. É aqui que entra em cena o papel do Irã nessa questão – e Teerã tem conseguido manter laços amigáveis com os três estados da Transcaucásia.” _______________________________________ Círculo de giz caucasiano EUA e Rússia ...

“Tempo de Problemas” na Transcaucásia (2/3)

3/10/2020, MK Bhadrakumar, Indian Punchline A chanceler alemã, Angela Merkel, disse em Berlim, dia 2 de outubro, que a União Europeia busca “diálogo construtivo e agenda positiva” com a Turquia. Tinha acabado de retornar à capital alemã, depois de reunião de cúpula de dois dias, dos países da UE, em Bruxelas. A Alemanha desempenhou papel ...

“Tempo de Problemas”[1] na Transcaucásia (1/2)

1/10/2020, MK Bhadrakumar, Indian Punchline   Três dias depois do início do conflito no Alto Carabaque[2] [ing. Nagorno-Karabakh], na região da Tra nscaucásia – também conhecida como Sul do Cáucaso – está-se tornando claro que a narrativa binária divulgada por comentaristas ocidentais de que se trataria de conflito turco-russo de vontades e estratégias é simplesmente ...

Será o Artsakh (Carabaque) a tumba de Erdoğan ?

Thierry Meyssan O conflito do Alto Carabaque têm, é certo, a sua origem aquando da dissolução da URSS, mas ele foi relançado pela vontade do presidente turco. É pouco provável que este tenha tomado esta iniciativa sem a referir previamente a Washington. Fora também o que o Presidente Saddam Hussein fizera antes de invadir o ...

«A Arte da Guerra» Gasoduto explosivo no Mediterrâneo

Manlio Dinucci A guerra que começa no Mediterrâneo, deve estabelecer quem terá o direito de explorar as jazidas de gás e quem pode transportá-lo. Contrariamente a uma ideia recebida, a Turquia não está só a abusar militarmente dos seus vizinhos, como também reivindica direitos que nunca foram definidos, mas que não representavam nenhum problema importante ...

Pepe Escobar: Apostas explosivas no tabuleiro de xadrez da Armênia-Azerbaijão

Militar do Exército de Defesa de Carabaque dispara contra as posições azeris durante o combate na região separatista de Alto Carabaque, 28/9/2020. Foto: Ministério da Defesa da Armênia/AFP1/10/2020, Pepe Escobar, Asia Times (traduzido com autorização do autor) “Jogar a Rússia contra a Turquia permite ao Império aumentar a pressão sobre Síria, Líbia, o Mediterrâneo Oriental – ...

Armênia e Azerbaijão: Um novo conflito na Região Autônoma de Nagorno-Karabakh

Sputnik 27/09/2020 ( diversas publicações) A região é disputada pelos dois países há mais de 30 anos, quando a Região Autônoma de Nagorno-Karabakh se separou da então República Socialista Soviética do Azerbaijão. O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, telefonou a seu homólogo do Azerbaijão, Ilham Aliyev, expressando apoio completo em relação à situação de conflito ...

Macron – Salvador, Bombeiro ou Pacificador?

  Por Assad Frangieh*  para o Oriente Mídia 05-09-2020   A visita de primeiro de setembro do Presidente Macron ao Líbano representa um marco importante para o Líbano e uma iniciativa diplomática no tabuleiro dos conflitos no Oriente Médio. Resumindo os fatos, a administração francesa se reposicionou como tutor do “Grande Líbano dos anos 20” ...