Macron, não Le Pen, Perenizou o Estado de Emergência

Macron, não Le Pen, Perenizou o Estado de Emergência
Ramin Mazaheri, The Vineyard of the Saker Emmanuel Macron não perdeu tempo. Já é oficial: o presidente apresentará projeto de lei que transformará o atual estado extraordinário de emergência em prática policial regular. Segundo Le Monde, que viu uma cópia vazada do texto da lei: “(…) quase todas as medidas do estado de emergência serão ...

A questão do terrorismo e o atentado ao “Charlie Hebdo”

Por Lejeune Mirhan * As palavras “terrorismo” e “terrorista” vem sendo fartamente utilizadas pelos meios de comunicação de massa, particularmente depois das ações ocorridas no dia 11 de setembro de 2001. O atentado mais recente, do assassinato de 12 pessoas, entre cartunistas e funcionários do jornal francês Charlie Hebdo ocorrido no último dia 7 de ...

Porque o Ocidente não admite as verdadeiras raízes do terrorismo?

A violência política se alimenta da violência de Estado e da violência social. O radicalismo se alimenta das presepadas geopolíticas ocidentais. Mediapart  The U.S Army / Flickr Para remediar “a cegueira geral diante das fontes da violência que se abateram” sobre Paris dias 7, 8 e 9 de janeiro, e que foram atribuídas rapidamente a ...

Por trás dos radicalismos: Xenofobia ou pobrefobia?

A mobilização contra a violência não será fértil se ignorarmos o terreno que a alimentou. Provocada pelas intervenções externas no Oriente Médio, a radicalização dos jovens jihadistas efetua-se também dentro de uma Europa que afasta o espírito das Luzes e deixar prosperar preconceitos e discriminações por Benoît Bréville/Le Monde Diplomatique No dia seguinte aos assassinatos ...

Assanger: ” O serviço secreto francês tem muitas perguntas para responder”

Em entrevista à Carta Maior, Julian Assange falou sobre vigilância massiva e as relações dos serviços secretos internacionais com os atentados de Paris. Marcelo Justo – exclusivo para Carta Maior Ars Electronica / Flickr Londres – A interpretação do massacre da Charlie Hebdo se transformou em um território em disputa. A liberdade de expressão e a ...

Chomsky: drones dos EUA são” campanha terrorista mais extrema dos tempos modernos”

Foto: RIA Novosti/Galina Azule Por Christopher Lewis Na sequência dos ataques realizados em Paris contra o Charlie Hebdo, o “pai da linguística moderna” e comentador político Noam Chomsky criticou a hipocrisia ocidental apresentando a ideia de que existem dois tipos de terrorismo: “o deles e o nosso”. Em um artigo de opinião publicado pela CNN, Chomsky debate o ...

O porquê dos assassinatos em Charlie Hebdo:O mais espetacular fracasso da imprensa- empresa

14/1/2015, [*] Shamus Cooke, Counterpunch The “Why” − The Spectacular Media Failure on Charlie Hebdo Traduzido pelo pessoal da Vila Vudu Tarefa essencial do jornalismo é responder à pergunta “por quê?” É dever de todos os jornalistas explicar por que tal ou qual evento aconteceu, de modo que os leitores e telespectadores tenham chance justa de compreender o ...

Cartunista foi demitido de Charlie por piada “antissemita”

          Maurice Sinet teve de deixar o semanário satírico francês em 2009 após ironizar rumores que o filho do ex-presidente francês, Nicolas Sarkozy, planejava se converter ao judaísmo: “Este pequeno rapaz vai ter sucesso na vida”, publicou em sua coluna; então editor da revista, Philippe Val pediu para que ele se ...

A hipocrisia do meme “Eu sou Charlie” e da tal ” livre manifestação”

9/1/2015, [*] David North, World Socialist Web Site The hypocrisy of the free speech “I am Charlie” meme Traduzido pelo pessoal da Vila Vudu A miséria religiosa é, de um lado, a expressão da miséria real; de outro, é o protesto contra a miséria real. A religião é o soluço da criatura oprimida, o coração de um mundo ...

Leonardo Boff: Eu não sou Charlie, ” Je ne suis pas Charlie”

 [*] Por Leonardo Boff,  Blog de Leonardo Boff Há muita confusão acerca do atentado terrorista em Paris, matando vários cartunistas. Quase só se ouve um lado e não se buscam as raízes mais profundas deste fato condenável, mas que exige uma interpretação que englobe seus vários aspectos ocultados pela midia internacional e pela comoção legítima face ...