EUA derrubam a Alemanha pela terceira vez em um século 1

3/3/2022, Michael Hudson,[1] Information Clearing House   O objetivo estratégico dos EUA na disputa OTAN x Rússia é inflar os preços do petróleo e do gás, sobretudo em detrimento da Alemanha. _______________________________________ Meu antigo chefe Herman Kahn, com quem trabalhei no Hudson Institute na década de 1970, tinha  discurso já pronto para reuniões públicas. Khan ...

Alastair Crooke: A ‘Destruição Construtiva’ do modelo da Rússia, de relações com o Ocidente  3

27/2/2022, Alastair Crooke, Strategic Culture Foundation O Ocidente coletivo já estava furioso. E está apoplético depois que o presidente Putin chocou os líderes ocidentais ao ordenar “operação militar especial” na Ucrânia, que está sendo amplamente descrita (e percebida no Ocidente) como declaração de guerra: ‘ataque de choque e pavor que afeta cidades em toda a ...

Escalada de Tensões (6) Duas interpretações do processo ucraniano

Thierry Meyssan A escolha dos Anglo-Saxónicos em ignorar a proposta russa de um Tratado garante da paz e de o substituir pela fantasia de uma crise ucraniana não dá frutos. A França agita-se, a Alemanha está paralisada, mas a Hungria é susceptível de arrastar os seus vizinhos para uma posição idêntica à da Rússia : ...

A União Europeia inicia a sua dissolução

  Thierry Meyssan O Tratado do Quirinal, concluído entre França e a Itália, assim como o projeto de governo do próximo Chanceler alemão, Olaf Schotz, são incompatíveis com a história da União Europeia. Paris e Berlim acabam de tomar atitudes concretas que não podem senão vir a iniciar a inevitável dissolução da União Europeia. Rede ...

Eleições na Síria: o povo reafirma nas urnas a sua soberania

Por Claude Fahd Hajjar* para o Pravda.RU  04.06.2021 Realizaram-se, há poucos dias, as eleições presidenciais na Síria dentro das normas constitucionais e no prazo legal, em que concorreram três candidatos habilitados pelo Colégio Eleitoral, conforme a legislação vigente. Para disputar este pleito, apresentou-se a candidatura de Mahmoud Ahmad Merhe, da oposição interna, que propunha unificar a oposição. ...

Síria : O povo sírio votou a favor da sua soberania nacional

Inacessível para o desânimo, a Síria continua a se mover Por Pablo Sapag M. A recente eleição presidencial é a manifestação de um processo de mudança em todos os níveis que o país vive desde 2011. Para estas eleições, tratava-se de defender a soberania nacional, impulsionar a reconstrução e lidar com a dura crise econômica de ...

Democracia? Alemanha proíbe sírios de participar das eleições presidenciais da Síria 2

Sputnik, 20/05/2021 Na noite de ontem (19), a Embaixada da Síria em Berlim confirmou que as autoridades da Alemanha proibiram a realização dos procedimentos para as eleições presidenciais da Síria. Enquanto em vários países as embaixadas sírias continuam a preparar listas de eleitores sírios que vivem no exterior e desejam participar das próximas eleições presidenciais, que ...

Pepe Escobar: Rússia guarda a chave da soberania alemã 

17/2/2021, Pepe Escobar, Asia Times (traduzido com autorização do autor)  “Assim, o senso de possibilidade pode ser definido como capacidade para pensar tudo aquilo que também poderia ser, e não julgar que aquilo que é seja mais importante do que aquilo que não é.” Robert MUSIL (austríaco, 1880-1942), O homem sem qualidades (romance inacabado, publicado ...

O Duplo Desacoplamento

5/10/2020, Alastair Crooke, Strategic Culture Foundation “Eu queria passear de Zeppelin, na cadeira, ao lado, do conde Ferdinando, num balão de gás inflamável, pelos ares da Europa viajando, ho-ho-ho-ho!” Zeppelin, Sá, Rodrix e Guarabyra, 1972, álbum “Passado, Presente & Futuro”, Teatro Municipal de São Paulo, Brasil, “Virada Cultural”, 2018*   O evento definidor dessa era ...

Aliança sino-russa chega à maioridade (3/3) 

22/9/2020, MK Bhadrakumar, Asia Times ____________________________________ “Quintessencialmente, Rússia e China contestam um conjunto de práticas neoliberais que evoluíram na ordem internacional pós-Segunda Guerra Mundial e que validam o uso seletivo de direitos humanos como valor universal que legitimaria a intervenção ocidental nos assuntos internos de Estados soberanos. Por outro lado, também aceitam e continuamente afirmam ...