Walid Al Moalem : ¨A presença americana no territorio sirio é ilegal¨

Share Button

Nueva York- SANA

O Ministro dos negócios estrangeiros sírio, Walid Muallem, deu uma entrevista para RT onde abordou uma série de questões sobre a situação interna do país.

Moallem reiterou que ¨ a presença dos Estados Unidos no território sírio é ilegal e é considerada como uma agressão ¨, afirmando que as forças dos EUA vão deixar o país ¨.

¨ os americanos implantados na região de TANAF, recrutam os remanescentes dos extremistas da organização terrorista DAESH para treiná-los e enviá-los de volta para lutar contra o exército Sírio, porque eles querem prolongar a crise Síria em favor de Israel ¨, completou.

O Chanceler sírio afirmou que as relações sírio-iranianas não são negociáveis e acrescentou que a presença de assessores iranianos na Síria foi a pedido do Estado sírio.

Quanto a Idleb, o alto diplomata sírio declarou que este acordo é um passo positivo na possibilidade de restaurar a autoridade estatal Síria em todo o território.

“os terroristas chegaram a Idlib através da Turquia, e seria natural para eles voltar a esse país“, disse ele.
O ministro sírio opinou que “o perigoso na parte oriental do país é devido à presença ilegal dos Estados Unidos na Síria.
Moallem afirmou que o Estado sírio está comprometido com as viagens Astana e Sochi, bem como com os esforços feitos tanto pela Rússia como pelo Irã para encontrar uma solução, uma vez que serve o povo sírio no processo político. ¨ o trabalho do enviado especial da ONU para a Síria Steffan Di Mistura é parcial, denunciou o Chanceller.
O chefe da diplomacia Síria renovou o convite aos deslocados para retornar à sua pátria. Por outro lado, qualificou de ¨ positivas ¨ as posições internacionais em relação à Síria e atribuiu-o às vitórias do exército Sírio.

Sobre o sistema S 300 Moallem disse: “é um sistema defensivo em sua essência, não ofensivo”, relembra o Chanceler. “se analisarmos a importância de proteger o céu sírio, veremos que este é um sinal de segurança e estabilidade, e não de Guerra” concluiu.

Fonte Sana


 

 

 

Share Button

Deixar um comentário