Crimes de guerra: Premiê de Israel tenta se safar das denúncias na ONU

30 de setembro de 2014 – 18h32  Em seu oportunismo e na propaganda que sustenta a ocupação da Palestina, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu discursou na Assembleia Geral da ONU para ligar os palestinos à mais recente empreitada do imperialismo no Iraque e na Síria, apresentada como a luta contra o terrorismo. Ele buscou angariar apoio ...

Premiê do Egito: países precisam se unir contra inimigo comun – o Terrorismo

Publicado Voz da Rússia, 30/09/2014 As relações do Egito com a Rússia são tradicionalmente boas, e agora surgiu a perspectiva de as desenvolver fortemente. Esta opinião expressou em entrevista exclusiva à Voz da Rússia o primeiro-ministro egípcio Ibrahim Mahlab. – Sr. Primeiro-Ministro, recentemente o presidente do Egito realizou uma visita à Rússia durante a qual ...

A guerra criminosa de Israel contra o povo palestino

Vermelho,  28 de setembro de 2014  Artigo publicado originalmente na Revista Princípios ainda sob o calor dos acontecimentos na Palestina, quando Israel atacou a Faixa de Gaza, provocando a morte de milhares de palestinos. Por *Socorro Gomes Mondoweiss Enquanto a humanidade assiste estarrecida e indignada às explosões das casas, hospitais, escolas e redes de abastecimento de ...

Crime (Israel) e Castigo ( Rússia)

30/7/2014, [*] Pepe Escobar, Asia Times Online − The Roving Eye “Crime (Israel) and punishment (Russia)” Tradução: Vila Vudu O horrível, dos Dois Minutos de Ódio, não era que se fosse obrigado a agir como todos os outros, mas que era impossível negar-se a participar. Um frenesi odioso de medo e vingancismo, um desejo de matar, torturar, esmagar ...

O negócio de Israel ” vidas em troca de terra” é roubo. Puro e Simples

4/9/2014, [*] Robert Fisk, The Independent Tradução : Vila Vudu Quanto Israel roubou de terras da Palestina (clique na imagem para aumentar) Visão de mundo? Israel rouba terras, os palestinos são roubados. Não há outra coisa para ver. E assim mais uma fatia da terra palestina escorregou pelo ralo. Mais uns mil acres de terra palestina roubada pelo ...

Palestina e Israel terão estabelecido acordo secreto?

Palestina e Israel terão estabelecido acordo secreto?
Fonte: Andrei Ontikov- Voz da Rússia Foto: AP/Lefteris Pitarakis. Foto de arquivo As Forças de Defesa de Israel começaram a reduzir o número de tropas na fronteira com a Faixa de Gaza depois de alcançado um cessar-fogo com o Hamas, escreve o jornal israelense Yedioth Ahronoth. Se trata de tanques e de equipamentos de engenharia. ...

A derrota de Israel

Abdel Latif Hasan Abdel Latif, Medico palestino Após 51 dias de ataques israelenses contra Gaza, por mar, ar e terra, Israel foi obrigado a parar com o massacre contra os palestinos. Apesar dos mais de quinze mil vítimas palestinas, mortos e feridos, dos quinhentos mil desabrigados, da infraestrutura e mais de onze mil casas e edifícios ...

Israel quer a destruição política dos palestinos, diz intelectual judeu

Israel quer a destruição política dos palestinos, diz intelectual judeu
Tatiana Merlino/Adital     Nem quatro prisões foram suficientes para impedir que o filósofo israelense Sergio Yahni continuasse a criticar, duramente, a política de Israel em relação à Palestina. Judeu, nascido na Argentina, sua família emigrou para Israel quando ele tinha 12 anos. Como reservista do Exército, por quatro vezes se negou a se apresentar ...

Crônicas de uma sociedade racista

Por Abdel Latif Hasan Abdel Latif, médico palestino ISRAEL = KU KLUX KLAN + HITLER O casamento de um árabe e de uma judia gerou onda de protestos da comunidade judaica de Israel. Mahmud Mansur, o noivo de 26 anos e Maral Malka, a noiva de 23 anos, casaram-se em 17/8/2014. Dias antes do casamento, o noivo ...

Desmistificando os mitos de Israel para Gaza II: Afinal, o que ocorre em Gaza: guerra, genocídio ou prática social genocida?

Desmistificando os mitos de Israel para Gaza II: Afinal, o que ocorre em Gaza: guerra, genocídio ou prática social genocida?
 Fábio Bacila Sahd*   Durante os trágicos episódios de Gaza, entre julho e agosto de 2014, as discussões ficaram polarizadas, sobretudo nas redes sociais e em menor medida nas mídias convencionais. Uns sustentaram o direito de Israel à autodefesa nesta “guerra” e outros acusaram tal Estado de praticar um massacre, limpeza étnica ou mesmo genocídio. ...