“Neonorteamericanismo”: não passa de trumpismo reduzido a netanyahuísmo

21/5/2018, Alastair Crooke, Strategic Culture Foundation A declaração do presidente dos EUA dia 8 de maio (sobre sair do Acordo Nuclear Iraniano, ing. JCPOA) impõe que todos revisemos fundamentalmente o que tínhamos como definição do trumpismo. No início do mandato, disseminara-se amplamente a ideia de que o trumpismo estaria apoiado em três principais pilares: (1) ...

Nota de repúdio da Fearab Brasil – Federação de Entidade Brasileiro Árabes 1

Lamentável o ato oficial de desrespeito às resoluções das ONU, Organização das Nações Unidas pelos EUA, com a inauguração da embaixada Americana em Jerusalém, cidade Palestina, e sagrada, conquistada a força de guerra por Israel. Acreditamos que em nada vem contribuir ao viável desenvolvimento de uma solução pacífica a criação sustentável de seus estados. Aziz ...

Israel impede delegações de todo o mundo de entrar na Palestina para o congresso “JERUSALÉM CAPITAL DA PALESTINA”.

Mais uma vez o Governo de Israel dá uma amostra do autoritarismo para o mundo, bem como de seu desrespeito para com o direito internacional. Mais de 200 representantes de países de seis continentes, incluindo o Brasil, além de outros centenas que integravam delegações árabes, foram proibidos de participar do 9º Congresso Palestino com o ...

JERUSALÉM É PALESTINA para ONU e 95% da humanidade. Com EUA e Israel só sete países e 0,45% do mundo.

Por UALID RABAH*   Por esmagadora maioria, a comunidade internacional, expressa pela Assembleia Geral da Nações Unidas, declarou ILEGAL e sem efeitos o reconhecimento, pelos EUA, de JERUSALÉM como a capital de Israel, mantendo, assim, o entendimento da mesma ONU desde sempre sobre este assunto. Apenas 9 países, dentre eles EUA e ISRAEL (os demais ...

ONU não reconhece Jerusalém como capital de Israel

Por maioria esmagadora de 128 votos, a Assembleia Geral das Nações Unidas decidiu não reconhecer Jerusalém como capital de Israel, decisão tomada após o presidente norte-americano ter ameaçado suspender a ajuda a países que votem contra os Estados Unidos     Uma resolução sobre o estatuto de Jerusalém foi aprovada nessa quinta-feira (21) na Assembleia-Geral ...

Sobre Jerusalém: Carta aberta ao ex- Ministro da Justiça 2

Sobre Jerusalém:  Carta aberta ao ex- Ministro da Justiça
  Em um artigo publicado na Folha de São Paulo, em 11/12/2017, página A3, Tendências e Debates, o ex-Ministro da Justiça do Brasil, o israelense Milton Seligman, comentou a decisão de Trump de reconhecer Jerusalém como capital de Israel. Há vários pontos no artigo que merecem análise: 1º. O autor escreve “O reconhecimento pelos Estados ...

Psicopatas e Parafrênicos

Psicopatas e Parafrênicos
  Por Abdel Latif Hasan Abdel Latif, médico palestino. 11/12/2017 Ó menino, não sei seu nome, mas seu rosto é muito familiar. Já o encontrei várias vezes na minha vida,  nas estreitas ruas da minha pequena aldeia, nos bairros da cidade. Talvez eu o tenha visto na cidade velha de Jerusalém ou perto da Igreja da Natividade ...

Bachar al-Jaafari, embaixador da Síria à ONU:”O direito dos sírios não é negociável e não será objeto de renúncia”

27/7/2017, Dr. Bachar al-Jaafari, Mondialisation.ca (vídeo, em ár. e legendas em ing., Alikhbaria.Sy); transcrição e trad.ao fr. Mouna Alno-Nakhal) Texto integral da intervenção do Embaixador da Síria Dr. Bachar al-Jaafari, no Conselho de Segurança da ONU, dia 25/7/2017 _________________________________________ Senhoras e Senhores, A delegação de meu país reafirma a posição de princípio inalterada da República ...

Embaixada em Jerusalém e colônias povoam análises sobre Trump e Israel 1

Representantes de 70 países e organizações internacionais concluíam a Conferência de Paris sobre a Paz no Oriente Médio e análises do papel do novo presidente estadunidense, Donald Trump, já retomavam a possibilidade de os EUA transferirem sua Embaixada em Israel de Tel-Aviv para Jerusalém. Seria mais uma medida provocativa e disruptiva de qualquer possibilidade diplomática, ...

Declaração de independência, impunidade e violência na Palestina

A declaração de independência da Palestina está prestes a completar 26 anos. Em 15 de novembro de 1988, o líder Yasser Arafat, falecido há 10 anos, emitiu na Argélia a declaração histórica acordada no seio do Conselho Nacional Palestino. A opção pela diplomacia então anunciada semeou esperança de libertação nacional, mas quase três décadas mais ...