Brasil busca expandir suas relações com a Síria

De acordo com a Bloomberg, o Brasil está buscando desempenhar um papel na reconstrução da Síria e acrescentou que este país planeja reabrir sua embaixada e normalizar suas relações com Damasco depois de ter retirado sua equipe dele em 2012. O Ministro das Relações Exteriores do Brasil, Aloysio Nunes Ferreira, disse que seu país gostaria ...

Fogos de Erdogan dão chabu, rojões da OTAN estão molhados (e não se aproveita nem tomate nem pepino, da reunião de São Petersburgo)

10/8/2016, John Hellmer, Dances with Bears, Moscou Traduzido por Vila Vudu Não há aluno de Direito na Inglaterra que, chegado pela primeira vez à lei e aos crimes, não tenha estudado o caso “Scott contra Shepherd”. Nesse caso, decidido em 1773, um homem, que caminhava por um mercado, foi atingido no rosto por um rojão ...

Obama : O meu combate

Thierry Meyssan O último discurso sobre o estado da União do presidente Obama foi a ocasião para um vigoroso panegírico em favor do seu país, em todos os pontos o melhor «sobre a Terra» (sic). Infelizmente, a sua magnífica retórica não se apoia sobre argumentos convincentes. De passgem, a sua grandiloquência oratória não consegue mascarar ...

Wall Street começa 2016 já tombada de cara no chão 1

5/1/2016, Mike Whitney, Counterpunch Traduzido por Vila Vudu 2016 começou com uma trombada na 2ª-feira, quando notícias da China fizeram ações despencarem em queda livre global. O índice Xangai caiu 242 pontos, antes de um sistema preventivo desligar todo o circuito e o pregão ser paralisado. Os três maiores índices dos EUA acompanharam a queda livre ...

Fumaça e espelhos:China nada tem a ver com isso! Nos EUA, são empresas recomprando as próprias ações

  26/8/2015, Michael Hudson, The Real News Network (vídeo e transcrição) Tradução: Vila Vudu “A China procura recuperar um ritmo de maior crescimento, quer defender sua partilha no mercado mundial. A China procura formas de mobilizar as poupanças e, ao mesmo tempo, procura financiar o próprio desenvolvimento interno. As desvalorizações têm duplo sentido: por um ...

China: Sobre a mais nova “guerra” de moedas 1

12/8/2015, Pepe Escobar, Sputnik News Tradução Vila Vudu Quando os EUA metem-se em ‘alívio quantitativo’ perene, tudo bem. Quando a União Europeia agarra-se ao seu ‘alívio quantitativo’, tudo bem. Mas quando o Banco da China decide que interessa à nação deixar o yuan cair um pouco, em vez de subir infinitamente… é o Apocalipse. Bastou ...

Reformatar o quadro de energia: Irã, China e Oleogasodutostão

O Oleogasodutostão – o grande tabuleiro de xadrez da energia eurasiana – nunca dorme. Recentemente, foi a Rússia quem jogou e encestou muito bem em todos os fronts: dois meganegócios de gás assinados com a China, ano passado; o lançamento do Ramo Turco, substituindo o Ramo Sul; e a duplicação do Ramo Norte, para a ...

Há algo de podre no reino do euro

1/8/2015, Yanis Varoufakis, Financial Times [só para assinantes] in Blog YVaroufakis Tradução Vila Vudu Das fundações da eurozona o espectro de um paradoxo espreita. Governos na união monetária não têm um banco central que lhes proteja a retaguarda, ao mesmo tempo em que o banco central que há não tem governo algum que lhe dê apoio. ...

Será que a Arábia Saudita é a Wall Street do Oriente Médio?

Ariel Noyola Rodríguez Ante a desaceleração econômica, o Governo da Arábia Saudita decidiu realizar uma série de reformas visando estimular os fluxos de investimento extrangeiro. A liberalização da bolsa de valores é o projeto mais ambicioso. Contudo, resta saber se conseguem evitar as práticas especulativas dos banqueiros de Wall Street ou se a alta da ...

Os “crimes” de Baschar Al Assad durante 12 anos de governo 4

Por: Ahmad Timor Data: 06/07/2015 Construir e reformar 10 mil mesquitas e 500 igrejas. Construir e reformar 8 mil escolas, 2 mil institutos técnicos e 40 faculdades. Formar 60 mil estudantes nos Institutos Hafez Al Assad para o ensino do Alcorão, sendo que todos os formados são considerados de primeiro nível em termos de domínio ...