Sauditas cedem à Rússia na questão síria 3

Share Button
  • Resultado de imagem para serguey lavrov e Adel Al Jubeire

10/9/2017, Fort Russ News (de Al Mayadeen, trad. Samer Hussein)

O ministro de Relações Exteriores da Rússia Sergey Lavrov disse que Moscou apoia os esforços sauditas para unir as facções da chamada ‘oposição síria’ numa delegação unificada, esforços que contribuem para o progresso das negociações de paz em Genebra e em Astana.

“Esse passo ajudará a criar as condições para fazer avançar o processo político nos termos da Resolução internacional n. 2.254” – disse Lavrov em conferência com a imprensa, ao lado do ministro saudita de Relações Exteriores Adel Al Jubeir, em Jeddah, nesse domingo. Acrescentou que Moscou e Riad apoiam firmemente a instalação de zonas de desescalada (ZdD) na Síria, sobretudo por razões humanitárias.

Lavrov também reiterou a posição de seu país, de que só os sírios têm legitimidade para decidir sobre o destino do próprio Estado.

O ministro russo de Relações Exteriores manifestou esperança de que já na próxima rodada de negociações em Astana, marcada para as próximas 5ª e 6ª-feiras, será possível um acordo para criar uma quarta zona de desescalada, dessa vez na província de Idlib, noroeste da Síria.

Segundo fonte da diplomacia russa, Lavrov, que se reuniu no domingo com o rei saudita Salman bin Abdul Aziz e vários altos funcionários do governo em Jeddah, também assinará vários acordos e discutirá várias questões relacionadas a eventos na região.

A mesma fonte disse também que o ministro Lavrov viajará também à Jordânia, para discutir o avanço das relações Jordânia-Rússia, e, evidentemente, a questão síria.

Sobre a visita do rei saudita a Moscou, a fonte diplomática russa disse que não há qualquer confirmação oficial pelo lado saudita, mas espera-se que essa confirmação será tornada pública no próximo mês de outubro.

Por seu lado, o ministro saudita de Relações Exteriores Adel Al Jubeir comentou a questão diplomática de seu país com o Qatar, dizendo que aquele país deve manifestar disposição séria para superar a crise, agir como estado que realmente trabalha contra o terrorismo e parar de se imiscuir em questões internas de outros estados.

Disse que o Qatar deve responder à lista de demandas que lhe foi apresentada por Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Bahrain e Egito.

Sobre a Síria, Al Jubair disse que seu país apoia a ideia de se criarem zonas de desescalada na Síria, e que espera para breve o início do processo político.

Declarou que a Arábia Saudita apoia a posição da Rússia na crise no Iêmen e que as posições de Riad e Moscou nas questões regionais são idênticas.

Share Button

3 thoughts on “Sauditas cedem à Rússia na questão síria

  1. Responder mauro henrique set 12,2017 22:14

    Palhaçada.

  2. Responder Rosangela set 13,2017 6:19

    Depois de uns dias fora do ar este site passou a publicar algumas matérias semelhantes à da mídia corporativa. Essa é uma delas. A Arábia Saudita é uma grande financiadora do terrorismo, leal aos interesses imperialistas na região.

Deixar um comentário