Presidente do Líbano, Michel Aoun dá Arábia Saudita uma semana para permitir o retorno de Hariri

Share Button
aoun

O Presidente libanês Michel Aoun teria dado a Arábia Saudita uma semana para esclarecer o destino do primeiro-ministro libanês Saad Hariri e permitir o seu regresso ao Líbano, afirmou o jornal libanês Al-Yumhuriya.

De acordo com o jornal libanês, Aoun planeja apresentar uma queixa contra a Arábia Saudita no Conselho de segurança, se esse país não esclarecer o destino de Saad Hariri e permitir a sua volta ao Líbano em breve.

Fontes bem informadas disseram para o jornal  que “o Presidente Aoun informou as delegações diplomáticas de que não vai esperar mais de uma semana para esclarecer o destino de Hariri”. Depois disso, o Líbano será forçado a transferir este dossier para a comunidade internacional, dado que há vontades internacionais para ajudar o Líbano nos seus esforços, numa referência implícita à Rússia, alguns países ocidentais e outros.

O Presidente da República, Michel Aoun, recebeu no sábado um telefonema em nome do seu homólogo francês, Emmanuel Macron, no decurso do qual os dois chefes de estado evocaram os últimos acontecimentos após a renúncia do primeiro-ministro, Saad Hariri .

Macron expressou a Aoun “o apoio da França à unidade, à soberania e à independência do Líbano” e estava preparado para “ajudar a consolidar a estabilidade política e a segurança do país.”

Fonte: Al Manar

Tradução Oriente Mídia

Share Button

Deixar um comentário