ONGs: atividades de caridade ou ameaça aos interesses nacionais?

Share Button

India students

 O Governo indiano revogou a licença de mais de 4.470 organizações não-governamentais (ONGs), irritando vários países ocidentais que, de acordo com alguns dados, usavam ONGs como canais para financiamento de processos políticos.

O Governo da Índia decidiu que as ONGs que recebem financiamento estrangeiro devem ter licenças especiais. Caso contrário, as organizações só podem trabalhar com dinheiro recebido exclusivamente de fontes indianas, segundo explicou em entrevista à Sputnik o cofundador do Centro Analítico Índico, Embaixador Neelam Deo.

“As ações de Nova Deli imediatamente provocaram críticas dos países ocidentais, especialmente aqueles que durante muitos anos deliberadamente violaram as leis da Índia, financiaram por meio de ONGs processos políticos, afetaram os planos de investimento das empresas de energia e as estruturas econômicas nacionais em favor das corporações transnacionais”, disse Deo.O Governo indiano estima que devido a tais ações das ONGs, o país já sofreu prejuízos econômicos consideráveis.

Por exemplo, as autoridades indianas não poderiam deixar de se alarmar com o fato de que a filial indiana da Fundação Ford (The Ford Foundation) foi condenada por incitação ao ódio religioso sob a aparência de missão cristã. Aliás, o ex-professor da Universidade de Binghamton James Petras disse anteriormente que a fundação funcionou como cobertura da CIA, segundo contou Deo.

Espionagem

As autoridades indianas têm alegado que a organização ambiental Greenpeace financiou ilegalmente uma série de ativistas políticos. “Seu discurso politizado causou danos a uma série de projetos econômicos e à atração de investimento da Índia em geral”, disse o embaixador.Segundo ele, a Índia não está sozinha na sua tentativa de bloquear o uso de fundos estrangeiros para apoiar os partidos e movimentos políticos que têm impacto sobre a política econômica do Estado. Leis para controlar as atividades das ONGs com financiamento estrangeiro são também projetadas na Rússia e na China. O Camboja pretende adotar uma lei que correlaciona financiamento de ONGs com lavagem de dinheiro. Além disso, ainda de acordo com o entrevistado, a intervenção das ONGs ocidentais nos processos políticos internos começa a preocupar os ativistas do Paquistão, das Filipinas, do Chile, da Nicarágua e dos países da Europa Oriental.

Leia mais: http://br.sputniknews.com/sociedade/20150611/1276688.html#ixzz3dEIWfFIm

Share Button

Deixar um comentário