O plano dos Curdos pró-EUA contra os cristãos

Share Button

Segundo o arcebispo católico siríaco de Hassaké-Nisibi, Monsenhor Jacques Behnan Hindo, as autoridades do «Rojava», que controlam o Nordeste da Síria com o apoio dos Estados Unidos, teriam descrito perante ele um plano para erradicar os cristãos da região.

O «Rojava» é uma entidade curda que se reivindica do «comunalismo libertário» do anarquista norte-americano Murray Bookchin. No entanto, na verdade, trata-se de um território administrado pelo exército de ocupação norte-americano, do qual as milícias curdas são um suplemento.

Desde há três anos, estas milícias, favoráveis à criação de um Curdistão em território árabe, apreenderam mais de uma centena de escolas para aí impor cursos em Curdo, bem como os seus próprios programas. Confrontos armados opuseram os curdos sunitas aos árabes cristãos.

Por princípio os cristãos da Síria apoiam Estados independentes que tenham instituições laicas. Pelo contrário, o Pentágono é favorável à criação de Estados étnicos ou teocráticos sob o seu controle.

Tradução
Alva

Share Button

Deixar um comentário