O Frio e o Fogo em Al-Qalamoun

Share Button

Por Assad Frangieh.

A batalha para recuperar as últimas cidades fronteiriças da região de Al-Qalamoun e fechar em definitivo as linhas de suprimento de homens, armas e munições pelo Líbano, é uma batalha eminente. Nela haverá avanço do Exército Sírio e o recuo em direção ao Líbano dos grupos armados de Joubhet El Nousra, Al-Qaeda e os agregados sob a bandeira de Exército Sírio Livre. O Exército Sírio já ocupa diversas colinas e pontos estratégicos principalmente em Sednaya, Talfita e Maaloula em frente à Rankos e Hosh Arab. Ambas as cidades, somadas com Al-Zabadani constituem os redutos finais dos fundamentalistas que deverão ficar cercados a partir de janeiro pelo frio da neve que cairá sobre as montanhas pelo oeste e o fogo da artilharia síria pelo leste. É questão de tempo e momento oportuno que o Exército Sírio dará início a batalha.

Al_Qalamoun_Sudeste_29_11_1Clique na imagem para ampliar

A linha marrom é a fronteira do Líbano. A linha amarela é a estrada entre Homs e Damasco (M5 e 5). A linha azul é a estrada Beirute e Damasco (1). Os confrontos principais acontecem em Al-Nabak que deverá ficar livre dos grupos fundamentalistas nos próximos dias. As linhas verdes são supostas frentes de combates. São 15 a 20 KMs as distâncias entre as fronteiras do Líbano e a estrada de Homs-Damasco.

Share Button

Deixar um comentário