Morrem mais de 200 terroristas do Estado Islâmico em Handarat – Allepo

Share Button

Damasco, 11 mar (Prensa Latina) A defesa da localidade de Handarat, em Alepo, entrou hoje em seu sexto dia, sem que os grupos terroristas do Estado Islâmico (EI), Frente al-Nusra e a recém criada Frente Levantina consigam arrebatar as posições do exército sírio.

Fontes militares comentaram à Prensa Latina que após os últimos ataques, se registrou a morte de mais de 200 terroristas e a destruição de oito veículos blindados.

Handarat está localizada ao nordeste da cidade de Alepo, a 350 quilômetros ao norte desta capital, e converteu-se em um ponto estratégico para as forças armadas sírias, para completar o cerco sobre os bairros que estão sob controle dos grupos armados antigovernamentais.

A fonte precisou que os extremistas mobilizaram um reforço de 3.500 combatentes, em sua maioria estrangeiros procedentes de países do Caúcaso, Egito, e outras nações da região, que se infiltraram em território sírio através da Turquia.

Até o momento, o exército e as forças de defesa nacional mantêm o controle da zona e têm rechaçado os ataques dos jihadistas extremistas em seu afã de recuperar posições.

Os porta-vozes militares desmentiram também as notícias falsas difundidas pelos grupos extremistas através das redes sociais de que mantêm ocupada Handarat, e asseguraram que o exército segue bombardeando com artilharia e aviões de combates as concentrações de reforços que chegam a esta região

 

 

Share Button

Deixar um comentário