Londres deliberadamente deixou uma rede criminosa financiar a jihade

Share Button


Segundo o Sunday Times [1], as administrações britânicas deixaram uma rede criminosa desviar 8 bilhões  de libras para financiar a jihade sem intervir.

O Sunday Times afirma que o MI5 não foi informado dessas atividades, mas não diz quem protegeu os financiadores da jihade.

Esta informação confirma a investigação de Thierry Meyssan sobre o apoio dado, por meio século, pela Coroa à Confraria dos Irmãos Muçulmanos e ao terrorismo islâmico [2].

O semanário menciona transferências de fundos observadas pela administração alfandegária para a Alcaida, bem como ligações com os autores dos atentados de Londres de 7 de Julho de 2005. Um funcionário garante até que viu um dos responsáveis da rede em conversação com o Primeiro-ministro Tony Blair durante a guerra contra o Iraque.

Tradução
Alva

Share Button

Deixar um comentário