Líbano: uma Pátria, que a sua Identidade é a Resistência

Share Button

Fonte: Beirute – SANA

Tradução equipe Oriente Mídia

2011-07-05-nasrallah

 

Nasrallah : “O plano é dividir a região em emirados, municípios e estados com base no número de grupos armados e não pelo número de grupos étnicos, facções e credos.”

Um festival , por ocasião do Dia da Resistência e Libertação foi realizado domingo, na cidade libanesa de Bent Jbeil sob o lema “Uma Pátria, que a sua Identidade é a Resistência”. Um comício organizado pelo partido Hezbollah em homenagem ao sangue e sacrifício oferecidos enfrentando o inimigo sionista.

O secretário-geral do partido Hezbollah, Hassan Nasrallah, em um discurso para o festival, disse que, ano após ano, vem se confirmando de geração após geração, a natureza histórica e grandiosa da vitória de 25 de maio de 2000, e os seus valores elevados, em especial por ter frustrado o projeto israelense, observando que o triunfo de 25 de maio é uma conquista nacional árabe e nacionalista libanesa e islâmica que não pode ser reduzida  a um partido, facção da milícia ou do país, pois essa vitória é de toda a nação que participou da mesma batalha contra o projeto sionista.

Ele também disse que a resistência, e apesar de todos os desenvolvimentos na região, mantém a sua capacidade de dissuasão, uma questão que é reconhecida pelo  inimigo, e trabalhamos dia e noite para desenvolver essa habilidade causando, assim, grande preocupação para nosso inimigo israelense.

Sr. Hassan Nasrallah, acrescentou que os acontecimentos na Síria evidenciam esta verdade da postura da resistência e de suas postulações, e afirmou que estamos do lado da Síria e para defendê-la, pois ela sempre foi e continua a ser o coração do arabismo que enfrentou a expansão israelense e protegeu ao mundo árabe, incluindo as monarquias do Golfo arábico, desta expansão e permaneceu só apoiando o Egito e foi a cidadela da firmeza e apoio à resistência no Líbano e Palestina.

Nasrallah assinalou que o plano é dividir a região em emirados, cantões e estados com base no número de grupos armados e não pelo número de grupos étnicos, facções e credos.

Sr. Hassan Nasrallah disse que o erro histórico de trazer os sionistas para a Palestina pelos Estados Unidos e alguns países ocidentais e a ignorância exercidas por líderes árabes, se repete hoje, pois eles mesmos abrigam terroristas takfiries e grupos de todos os cantos do mundo e oferecem-lhes todo o apoio, facilidades e proteção na Síria, uma atuação para destruir este país e destruir o eixo de resistência que ameaça o projeto sionista, um desempenho que é o grande erro da era moderna.

Sr. Nasrallah disse que o plano contra a Síria e na região está decaíndo e muito, e vem sofrendo grandes perdas, graças à firmeza da Síria como liderança, povo e do exército, e também devido a expor a realidade dos bandos mercenários que combatem na Síria que foram trazidos para ameaçar a Síria e agora ameaçam todo o mundo -incluindo os Estados que os enviaram- e também para expor o fato de Israel dar apoio aos terroristas na Síria.

Nasrallah assinalou que a Síria tem alcançado grande avanços no campo da batalha, assim como nas reconciliações populares e em mudar a opinião pública sobre as próximas eleições presidenciais, apesar de toda a manipulação e a ironia daqueles que se proclamam como amigos da Síria, não puderam impedi-la ou detê-la.

Nasrallah terminou o seu discurso dizendo que a Síria vai vencer esta batalha e o eixo da resistência também irá vencer, e esta nação não permitirá que os objetivos do projeto os EUA imponham as suas agendas, observando que até mesmo os governos que conspiraram contra a Síria, eles sentiriam remorso pelo que fizeram e até estes países estão agora apreciando a sua firmeza ao enfrentar este complô.

 

‪ ‬ ‪ # # Beirute SANA ‬

Share Button

Deixar um comentário