França, Tunísia, Kuwait e Somália foram alvos de ao menos quatro atentados ao redor do mundo

Share Button

 Ataques deixaram dezenas de mortes e centenas feridos; grupos extremistas já reivindicaram autoria. Quatro atentados aconteceram pelo mundo em um curto espaço de tempo nesta sexta-feira (26/06). França, Tunísia, Kuwait e Somália foram alvos de ataques que foram reconhecidos pelo Estado Islâmico.

Opera Mundi -São Paulo – 26/06/2015

Fachada da empresa Air Products, onde aconteceu ataque na França nesta manhã

No leste da França, uma pessoa foi encontrada decapitada e ao menos duas ficaram feridas em um ataque que resultou em um incêndio na usina de gás da multinacional Air Products.

O principal suspeito é Yassin Salhi, de 35 anos. Apesar de ter sido vinculado a movimentos salafistas e vigiado pelos serviços de inteligência de 2006 a 2008, ele não tinha antecedentes criminais e trabalhava na fábrica do atentado. Segundo a imprensa francesa, o homem decapitado é um empresário que seria chefe de Salhi na companhia.

Ataque a usina de gás deixa um decapitado e feridos no leste da França

Ataque a dois hotéis frequentados por estrangeiros deixa dezenas de mortos na Tunísia

na Tunísia, ao menos 37 pessoas morreram e quase 40 ficaram feridas após dois homens atirarem contra hóspedes de dois hotéis em um balneário frequentado por estrangeiros. Segundo o Ministério de Saúde do país, entre as vítimas estão britânicos, alemães, belgas e uma irlandesa.

No Kuwait, o grupo jihadista Estado Islâmico assumiu a autoria de um atentado realizado contra uma mesquita xiita na capital do Kuwait, que deixou ao menos 25 mortos e 202 feridos, informou  o ministério do Interior do país.. O grupo extremista acusa os xiitas de promover o politeísmo e de tentar propagar sua ideologia entre os sunitas.

Por sua vez, a Somália foi alvo de um ataque reivindicado pela milícia islamita Al Shabaab contra uma base da Amisom (Missão da União Africana na Somália). Em comunicado, o grupo terrorista diz que o número de mortos foi de 50, mas o governo ainda não se pronunciou sobre a quantidade de vítimas.

EFE

Interior de mesquita xiita no Kuwait após ataque de homem-bomba do Estado Islâmico

Fonte: EFE

Share Button

Deixar um comentário