EUA retira-se do Levante: Hora de todos reconsiderarem o próximo movimento

21/12/2018, Elijah J Magnier Blog O repentino comunicado da retirada iminente das forças dos EUA, do noroeste da Síria, está sendo amplamente criticado pelos especialistas norte-americanos, analistas de centros de pesquisas e muitas vozes do establishment norte-americano. Dizem que a decisão do presidente Donald Trump pode criar um vácuo que será rapidamente preenchido por alguma ...

Nova Cortina de Ferro: “A ameaça russa”

17/9/2018, Manlio Dinucci (it.) Il Manifesto (ing. Global Research, Canadá) A Letônia [ing. Latvia. Ver Países Bálticos (NTs)] está atualmente construindo uma cerca de arame e aço, de 90 km de comprimento e 2,5 m de altura, ao longo da fronteira com a Rússia. Estará concluída antes do fim do ano, e em 2019 será prolongada por mais ...

Ocidente contra o resto, ou ocidente contra ele mesmo?

18/9/2018, Pepe Escobar, de Paris, especial para Consortium News Qual a história mais abrangente? Ocidente contra o resto, ou ocidente contra ele mesmo? O Quarteto Iliberal [ing. Illiberal] – Xi, Putin, Rouhani e Erdogan – está na linha de tiro das mais arrogantes homilias sobre “valores ocidentais”. O iliberalismo[1] [ing. Illiberalism] é arrogantemente e provocativamente ...

Rússia joga o Jogo Longo, sem espaço para estratégias golpistas e o gozo instantâneo de alguns 1

24/8/2018, Andrei Martyanov,* Unz Review Imagem: Selo postal, Pyotr Stolypin Vivemos no mundo dos modelos, todos os tipos de modelos. Alguns são simples, outros – muito complexos. A principal serventia de tais modelos é prever como as coisas que os modelos descrevem comportar-se-ão caso a caso. Alguns daqueles modelos funcionam brilhantemente; outros fracassam miseravelmente. Os ...

« A Arte da Guerra » -A resposta agressiva às negociações

Manlio Dinucci O conflito entre o capitalismo financeiro transnacional e o capitalismo produtivo nacional entra numa fase de paroxismo. De um lado, os Presidentes Trump e Putin negociam a defesa conjunta dos seus interesses nacionais. Do outro, o principal quotidiano dos USA e do munda acusa o Presidente americano de alta traição, enquanto as Forças ...

« A Arte da Guerra » – O Establishment dos EUA por trás da Cimeira de Helsínquia

Manlio Dinucci Embora a imprensa internacional tenha distorcido o conteúdo da Cimeira da NATO, o Establishment norte-americano compreendeu perfeitamente o único desafio: o fim da inimizade com a Rússia. Por esta razão, interromper a Cimeira USA-Rússia de Helsínquia, tornou-se a sua prioridade. É necessário, por todos os meios, opôr-se a uma reaproximação com Moscou. Rede ...

Conversações de Helsinki- Trump tenta reequilibrar o triângulo global

17/7/2018, Moon of Alabama “No futuro hoje previsível, o mundo terá três centros de poder. Uma Anglo-América atlanticista, Rússia e China. (A Europa, envelhecida e desunida, irá para onde os ventos a levem.) Esses centros de poder jamais farão guerra direta uns contra outros, mas não pararão de criar situações para desestabilizar as respectivas periferias. ...

Rolê pelo lado selvagem. Trump encontra Putin na Estação Finlândia

17/7/2018, Pepe Escobar, Asia Times “Todo mundo tinha de pagar e pagava um michê aqui, um michê ali” Rolê pelo lado selvagem (Lou Reed) “O outro elemento do gênio de Marx é uma intuição psicológica peculiar: ninguém jamais enxergou com olhos tão implacáveis a infinita capacidade humana de não perceber ou de encarar com indiferença ...

Encontro Putin-Trump em Helsinki: Objetivos maiores que Síria e o Oriente Médio

15/7/2018, Elijah J. Magnier Blog Presidentes Vladimir Putin e Donald Trump (…) discutiram em Helsinki, Finlândia, questões muito mais importantes que eventos no Oriente Médio. Apesar da importância intrínseca, a situação na Síria não é tão urgente quanto esclarecer as intenções dos EUA em relação à Rússia e o desejo potencial de ambas as partes ...

A Cruzada Geopolítica de Trump

14/7/2018, Rostislav Ishchenko, uckraina.ru, in Stalkerzone [trad. ru.-ing. Ollie Richardson e Angelina Siard, in The Vineyard of the Saker, versão aqui retraduzida] Se se aborda essa questão com sensibilidade, sem excesso de emoções, logo se vê claramente que o “imprevisível Trump” é, na verdade, mais previsível que o “previsível Obama”. Ouvimos incontáveis vezes que Trump ...