Metamorfose

Thierry Meyssan Retomamos aqui o editorial do Al-Watan em que Thierry Meyssan apresenta aos leitores sírios a retirada das tropas dos EUA do seu país. Este artigo contem várias informações que foram ignoradas pelos midia ocidentais e lançam luz sobre a maneira como a decisão foi tomada pelo Presidente Trump, com os seus aliados sauditas ...

Putin alerta EUA contra movimentos temerários

19/12/2018, MK Bhadrakumar, Indian Punchline A fala do presidente russo na reunião expandida da cúpula do Ministério da Defesa em Moscou, dia 18/12, foi uma análise ampla do equilíbrio estratégico global. O discurso deve ser visto no contexto da queda-livre em que estão as relações EUA-Rússia, do aumento da infraestrutura da OTAN nas fronteira ocidentais ...

Corredor Econômico China-Paquistão cruzará a Linha Durand

17/12/2018, MK Bhadrakumar, Newsclic O 2º Diálogo de Ministros de Relações Exteriores de Afeganistão, China e Paquistão, que aconteceu em Cabul no sábado, cobriu território bem conhecido – reafirmar o compromisso dos três países para fortalecer relações, combater firmemente contra o terrorismo, apoiar a reconciliação afegã, ampliar o apoio ao processo de paz afegão e ...

EUA retira-se do Levante: Hora de todos reconsiderarem o próximo movimento

21/12/2018, Elijah J Magnier Blog O repentino comunicado da retirada iminente das forças dos EUA, do noroeste da Síria, está sendo amplamente criticado pelos especialistas norte-americanos, analistas de centros de pesquisas e muitas vozes do establishment norte-americano. Dizem que a decisão do presidente Donald Trump pode criar um vácuo que será rapidamente preenchido por alguma ...

Nova Cortina de Ferro: “A ameaça russa”

17/9/2018, Manlio Dinucci (it.) Il Manifesto (ing. Global Research, Canadá) A Letônia [ing. Latvia. Ver Países Bálticos (NTs)] está atualmente construindo uma cerca de arame e aço, de 90 km de comprimento e 2,5 m de altura, ao longo da fronteira com a Rússia. Estará concluída antes do fim do ano, e em 2019 será prolongada por mais ...

Ocidente contra o resto, ou ocidente contra ele mesmo?

18/9/2018, Pepe Escobar, de Paris, especial para Consortium News Qual a história mais abrangente? Ocidente contra o resto, ou ocidente contra ele mesmo? O Quarteto Iliberal [ing. Illiberal] – Xi, Putin, Rouhani e Erdogan – está na linha de tiro das mais arrogantes homilias sobre “valores ocidentais”. O iliberalismo[1] [ing. Illiberalism] é arrogantemente e provocativamente ...

Rússia joga o Jogo Longo, sem espaço para estratégias golpistas e o gozo instantâneo de alguns 1

24/8/2018, Andrei Martyanov,* Unz Review Imagem: Selo postal, Pyotr Stolypin Vivemos no mundo dos modelos, todos os tipos de modelos. Alguns são simples, outros – muito complexos. A principal serventia de tais modelos é prever como as coisas que os modelos descrevem comportar-se-ão caso a caso. Alguns daqueles modelos funcionam brilhantemente; outros fracassam miseravelmente. Os ...

« A Arte da Guerra » -A resposta agressiva às negociações

Manlio Dinucci O conflito entre o capitalismo financeiro transnacional e o capitalismo produtivo nacional entra numa fase de paroxismo. De um lado, os Presidentes Trump e Putin negociam a defesa conjunta dos seus interesses nacionais. Do outro, o principal quotidiano dos USA e do munda acusa o Presidente americano de alta traição, enquanto as Forças ...

« A Arte da Guerra » – O Establishment dos EUA por trás da Cimeira de Helsínquia

Manlio Dinucci Embora a imprensa internacional tenha distorcido o conteúdo da Cimeira da NATO, o Establishment norte-americano compreendeu perfeitamente o único desafio: o fim da inimizade com a Rússia. Por esta razão, interromper a Cimeira USA-Rússia de Helsínquia, tornou-se a sua prioridade. É necessário, por todos os meios, opôr-se a uma reaproximação com Moscou. Rede ...

Conversações de Helsinki- Trump tenta reequilibrar o triângulo global

17/7/2018, Moon of Alabama “No futuro hoje previsível, o mundo terá três centros de poder. Uma Anglo-América atlanticista, Rússia e China. (A Europa, envelhecida e desunida, irá para onde os ventos a levem.) Esses centros de poder jamais farão guerra direta uns contra outros, mas não pararão de criar situações para desestabilizar as respectivas periferias. ...