Carta de repúdio do Consulado do Líbano em São Paulo 40

Share Button


O Consulado Geral do Líbano em São Paulo repudia veemente a reportagem da Rede Globo apresentada neste domingo dia 29/06/2014 abordando a situação das mulheres no Oriente Médio, em específico no Líbano. A reportagem demonstra desconhecimento da situação da mulher na sociedade libanesa descrevendo-a como uma propriedade do homem sujeita à todo tipo de mau trato e abusos. A reportagem, além de atribuir a responsabilidade da violência à Religião, coloca os homens libaneses num patamar de ignorância, de crueldade e de impunidade. Aquilo que é exceção e condenável em qualquer sociedade, transformou-se durante a apresentação da reportagem, numa verdade absoluta e generalizada.

Tanto os Sagrados Corão e Evangelho que norteiam a Sociedade Libanesa islâmica e cristã condenam veemente a violência contra a Mulher e qualquer atitude de agressão sexual, estupro ou violência doméstica é condenado e punido pelo Código Civil do Líbano que recebe todo aval das instâncias religiosas que zelam pela Família e pelos direitos da Mulher. Os casos de violência doméstica existem como em qualquer sociedade ocidental, são plenamente denunciados na mídia e sujeitos à condenação pela Justiça ( Igual a Lei da Penha no Brasil ). Há séculos, as mulheres são alicerces das famílias libanesas, recebem os mesmos direitos de saúde, educação e direito ao trabalho. Participam das lutas sociais, dos fóruns de debates e compartilham com os homens a nobre responsabilidade da pedagogia. Há anos, que as mulheres libanesas atuam no jornalismo, no cinema, no teatro, na literatura, nos esportes, na diplomacia e nos círculos políticos, porém em momento algum a mulher tornou-se propriedade e objeto de trato do homem ou da Sociedade.

Nos preocupa muito a divulgação de tal reportagem sob um formato apelativo, sensacionalista e distante dos preceitos do profissionalismo jornalístico. Lamentamos por fim, que essa reportagem seja uma equivocada análise de fatos e não uma ignorância da realidade da sociedade libanesa.

Kabalan Frangieh

Cônsul Geral do Líbano em São Paulo

Share Button

40 thoughts on “Carta de repúdio do Consulado do Líbano em São Paulo

  1. Responder André Carneiro Santiago jul 1,2014 9:34

    Eu achei a reportagem exagerada mesmo. Mas duvido que a mulher seja bem tratada no Líbano. Vocês se parecem o Brasil se justicando quando alguém fala mal da nossa lamentável situação, temos 50.000-70.000 assassinatos por ano e ninguém fala nada. Ninguém faz nada. Se eu fosse vocês eu estaria comemorando a divulgação da reportagem, por mais que tenha sido exagerada, é melhor que se escancare o problema, assim fica mais fácil de resolver.
    Quando os Simpson fizeram um episódio sobre o Brasil que o Bart era comido por uma cobra sob o cristo, o governo brasileiro detestou, eu adorei. Eu aposto que muita gente no Líbano que tomar ciência da reportagem também vai adorar. Larguem de mimimi. Vão trabalhar.

  2. Responder Maria Pimentel jul 1,2014 9:55

    Excelente e indispensável resposta ao veneno da globo contra todo o mundo árabe. A Central Geral dos Trabalhadores do Brasil apóia e se solidariza com o povo libanês !

  3. Responder Gebran Sabbag jul 1,2014 11:16

    Fazer de conta que os redatores desconhecem o assunto sôbre o qual escrevem,é desconhecer a má intenção dessa rede.

  4. Responder sada salum jul 1,2014 13:22

    <
    Somente agora perceberam que a globo é essa porcaria?
    Cabotina, mentirosa,nojenta.
    É só não assistir.

  5. Responder Flora Solaeche jul 1,2014 13:42

    Por tres años consecutivos pasaba la mitad del año en el Libano, gozando de mi plena libertad como mujer. Fui casada con un Musulman Chiita, soy Católica y solo tengo gratos recuerdos de todo lo que viví en tal país. El Libano es un lugar maravilloso y los libaneses muy respetuosos con las mujeres y son buenos anfitriones, aun sigue siendo el lugar al cual quiero volver algun dia.

  6. Responder Eduardo Lemos jul 1,2014 14:09

    Prezados senhores, prezadas senhoras,

    Meu incondicional apoio ao Líbano — sua cultura, história, e sociedade — nesta questão.
    Não vi a reportagem justamente por não assistir a esse canal de televisão; no entanto, a qualificação que deu à matéria — “sob um formato apelativo, sensacionalista e distante dos preceitos do profissionalismo” — define não somente a reportagem também como a referida rede midiática em sua íntegra, e justifica minha escolha em não assisti-la.
    A Rede Globo atende a interesses escusos e pessoais; em função disso, não representa em nada o povo Brasileiro.

  7. Responder Natalia Forcat jul 1,2014 14:20

    A reportagem da Globo foi RACISTA e preconceituosa, a emissora cometeu um crime e espero que seja processada!

    A injúria racial está tipificada no artigo 140, § 3º do Código Penal Brasileiro e consiste em ofender a honra de alguém com a utilização de elementos referentes à raça, cor, etnia, religião ou origem. Recentemente, a ação penal aplicável a esse crime tornou-se pública condicionada à representação do ofendido, sendo o Ministério Público o detentor de sua titularidade.

    Nas palavras de Celso Delmanto, “comete o crime do artigo 140, § 3º do CP, e não o delito do artigo 20 da Lei nº 7.716/89, o agente que utiliza palavras depreciativas referentes a raça, cor, religião ou origem, com o intuito de ofender a honra subjetiva da vítima” (Celso Delmanto e outros. Código Penal comentado, 6ª ed., Renovar, p. 305).

    Já o crime de racismo, previsto na Lei 7.716/89, implica em conduta discriminatória dirigida a um determinado grupo ou coletividade. Considerado mais grave pelo legislador, o crime de racismo é imprescritível e inafiançável, que se procede mediante ação penal pública incondicionada, cabendo também ao Ministério Público a legitimidade para processar o ofensor.

  8. Responder Armando Youssef jul 1,2014 15:06

    Prezados, Libaneses Libanesas e descendentes meu cordial Boa Tarde!

    Está mais do que na hora de tomarmos atitudes mais severas para com a emissora, pois vejam sou filho de libaneses muçulmanos sunitas e minha esposa brasileira e ao ver tal reportagem se é que se pode se chamar daquilo de reportagem, a sua indignação, e também a de suas amigas e amigos de nossa família, pois assim que foi veiculada o telefone de casa não parou um minuto se quer, pois os amigos em comum sabem que o que foi transmitido é mentira, agora se a emissora está sem pautas ou reportagens para preencher o espaço do programa fica a dica, poderiam por um acaso fazer uma reportagem da terra de José Sarney e seu bando.

  9. Responder Ednair Barros jul 1,2014 16:00

    Não é a primeira vez que a Rede Globo conduz reportagens racistas, tendenciosas e preconceituosas a respeito do Oriente Médio, especialmente no que diz respeito ao Líbano. Acreditar que os redatores desconhecem a história,seria ingenuidade demais de nós, brasileiros. O que a Globo fez, foi um ato de violência contra seus espectadores , sobretudo as mulheres libanesas.

  10. Responder said jul 1,2014 16:09

    Acho extremamente necessário que o consulado use ferramentas diplomáticas para exigir um pedido de desculpas da globo. e não é algo rápido! e sim uma reportagem bonita mostrando a realidade de nossa religião. enfim, não acho que isso deve ficar assim impune. afinal foi denegrido a imagem de toda uma raça.

  11. Responder Carlos Liberman jul 1,2014 16:13

    Concordo plenamente com a reportagem da Rede Globo e acho um absurdo o abuso, a violência, a discriminação e o espírito machista que se pratica com a mulher no Líbano, a comunidade internacional deveria tomar providências sérias contra o Líbano e se necessário impor sanções ao Líbano.

    • Responder mariana jul 3,2014 22:30

      Oi, meu caro, sou mulçumana convertida (brasileira), casada com libanes, NUNCA fui agredida, a reportagem e mentirosa, caluniosa, fraudolenta, racista.
      Ao contrario, meu ex namorado BRASILEIRO, quase me matou, espancou. E ai ? era catolico, E AI?
      A reportagem é uma vergonha, hipocrisia, e sinceramente me da nojo.
      Os sionistas, nao conseguem controlar o crescimento do islam, e de modo sujo, e mentiroso, manipulam os fatos, para tentar conter esse crescimento, O ISLAM CONDENA A VIOLENCIA A MULHER, a mulher tem direitos iguais aos dos homens ..
      Posso te garantir isso … O libano e maravilhoso, e os libaneses receptivos, carismasticos, honestos.

      • Responder Carlos Liberman jul 4,2014 10:31

        Mariana, o Islam condena muitas coisas mas os muçulmanos praticam. Por exemplo, o que o Islam diz a respeito de atentados suicidas contra civis inocentes e desarmados em Israel? E esta organização ISIL que está tentando dar um golpe no Iraque e na Síria, e as Torres Gemeas no 11 de setembro?? Poderia ficar aqui o dia inteiro citando verdadeiras barbaridades cometidas por muçulmanos, o que o Islam diz sobre tudo isto? E as batalhas entre facções,como sunitas e xiitas, todos se matando uns aos outros e o pior é que são irmãos de sangue.
        Vc disse que o ISLAM condena a violencia contra a mulher e a violencia contra o seu semelhante,o ISLAM condena? Se condena,por que é praticada?

        • Responder Mariana jul 10,2014 11:22

          Bom, o islam condena sim, agora se é praticada ou nao, quem a praticou devera acertar suas contas com Deus.
          voce vem me falar de ataques em israel ? vc ta brincando comigo ne? se eu tivesse la, eu atacaria eles sinceramente.. Olha o que estao fazendo com a palestina, com as crianças, eu vi um video, que ela assistiu la em israel, uma amiga brasileira (neutra ela è catolica ) no qual crianças de 7 anos visitam a um tipo de estoque de armas de guerras israelitas, ok? e nesse video, o reporter pergunta sobre a guerra, etc, TODAS CRIANCAS TODAS, diziam queremos entrar na guerra para matar os mulçumanos, arrancar-lhes as cabeças foras, QUE EDUCACAO E ESSA? PARA CRIANCAS? GENTE SAO CRIANCAS … olha como sao crescidas… ai voce me fala coitadinhos? Eles estao tomando uma terra que nao é deles, TOMANDO, matando INUMEROS CIVIS, INUMERAS CRIANCAS de modo cruel, os soldados vendam as crianças, e tiram fotos apontando armas para elas e dando risada, tirando sarro? ISSO E SER HUMANO? …. ahhh me poupe, se bobear os israelitas estao se atacando, pra dizer que foram os mulçumanos … como assim fizeram em 11 de setembro … com as torres gemeas meu querido … ou vc ta achando mesmo que foram os mulçumanos, por um acaso voce nao assistiu o jeito que o predio desabou? AQUILO FOI PLANEJADO PELOS EUA !! TOTALMENTE PLANEJADO, sabendo-se que nao havia 1 Judeu sequer dentro do predio nem dentro dos avioes … sabendo-se que o nosso bin laden era um cara podre de rico com conexoes em empresas norte americanas, que o mesmo foi treinado pelo exercito americano, e que dizem que o mataram e sumiram com seu corpo ninguem viu, para comprovar que era ele? e alem do que mesmo que fosse um ataque terrorista, ok, atingiu as torres, ok. o local que foi atingido nao derrubaria a torre inteira, sao estruturas feitas para aguentar terremotos, etc, ou seja, ela destruiria a parte de cima, e nao derrubado de baixo para cima… (se houvesse visto videos feitos por amadores na epoca que agora nao estao mais ao ar pelo nosso caro governo americano ) veria que houve explosoes pequenas de baixo para cima, foi como se fizessem a demoliçao de um predio, ou seja FOI PLANEJADO!!! Ja ouviu falar em conspiraçoes dos EUA? deveria procurar sobre … Nem tudo que passam na midia acusando os mulçumanos é verdade, muita coisa é MANIPULADA, PLANEJADA, no caso do proprio michael jackson, que esta sem sombra de duvidas explicado que foi assassinato em conspiraçao, ja que o mesmo poucos anos antes de ser assassinado havia se convertido ao islam, e desde o ocorrido, dizia, ESTAO QUERENDO ME MATAR, muito estranho ne? Muitas celulas terroristas que dizem ser mulçumanas, NAO SAO MULçUMANAS, sao simplesmente como explicar, sao inventadas pelos paises .. o motivo, nao sei .. mas sim sao , como exemplo a uniao sovietica …
          O ISLAM CONDENA A VIOLENCIA.. a Nao ser que sejam atacados primeiros, por motivo religioso.. mas dizer que ensina o homem tratar mal a mulher? é um absurdo sem tamanho… o senhor deveria ler o qu’ran antes de dizer bobagens por ai …
          e devia sair mais da caixinha que a globo e a midia manipulada sionista te coloca, e pesquisar mais sobre os assuntos, antes de acusar os mulçumanos por cada desgraça que ocorre!

    • Responder Mariana jul 10,2014 11:27

      e mais uma coisa .. atrocidades cometidas por mulçumanos? E o caso nardoni? o caso do cara do realengo? o caso da richttoffen … a absurda taxa de estupros aqui no brasil, a absurda taxa de agressao a mulher … Minha tia é delegada da delegacia da mulher meu caro, e os casos que vi ao lado dela, na delegacia de mulheres agredidas, por seus maridos, em ambiente de trabalho, meu caro é de cair o queixo.. E ISSO TUDO ONDE? No brasil, o descaso com os pobres em hospitais, que morrem aos montes, os policiais, que sao assassinados por bandidos que esses ficam impunes.. a GLOBO deveria parar de olhar para o terreno dos outros, e olhar para o proprio, e parar de defender bandido, e acusar policiais de violencia, a midia e manipulada para fazer pessoas como voce acreditarem naquilo que eles querem que voce acredite…. O Brasil em si TEM MUITISSIMOS problemas para resolver antes de dar pitaco no pais dos outros, que o mesmo problema nao chega nem aos 5% dos casos do Brasil.

  12. Responder Artur Alvim Cury jul 1,2014 18:24

    Sabemos que há muito violência sim contra a mulher no oriente médio mas isso não tem nada a ver com o mundo árabe existem milhares de países até ocidentais que praticam atrocidades contra as mulheres!!! a globo e a mídia burguesa capitalista global é contra o povo árabe que é um povo injustiçado e sofrido por pobreza e guerras!! a violência contra a mulher é muito mais ligado ao radicalismo islâmico do que a povos em geral aliás os mesmos que criticam financiam esse grupos de mercenários e radicais islâmicos né Estados Unidos da América do Norte e dona REDE GLOBO!!!
    O Boko Haram na Nigéria é árabe??

    • Responder carlos sadiq jul 2,2014 13:19

      radicalismo islamico blá blá blá n alcorao diz que o homem muçulmano tem que tratar bem sua mae,sua irma e sua esposa se nao tratar bem nao é muçulmano!

  13. Responder Jammal Husseini jul 1,2014 18:42

    Aparentemente o unico que tem desconhecimento da situação da mulher na sociedade libanesa é o Consul Kabalan Frangieh.
    Na reportagem da Globo não há nada fora do contexto. Muito pelo contrário. A Globo está de parabens pela materia.
    Sim a mulher libanesa é considerada um objeto do marido quando ela NAO tem o direito de deixar o país quando o marido se opõe.
    Sim a mulher libanesa é considerada uma propriedade do homem quando a lei diz que ela deve se casar com o seu próprio estrupador.
    E ate o ano passado NAO havia lei alguma que punia o marido que BATIA, AGREDIA e até MATAVA a mulher. Quantos casos de mulheres assassinadas pelo marido impune ! Aparentemente o Consul Kabalan Frangieh nao lê os jornais libaneses.
    E ainda hoje em dia, no seculo 21, o marido libanes pode ESTRUPAR a mulher e não há lei nenhuma que o pare. Se voce não chama isso de objeto do marido, o que é ?
    Sim, a mulher libanesa é uma cidadã inferiorizada quando ela NAO tem o direito, de maneira alguma, dar a sua nacionalidade aos seus filhos e ao marido estrangeiro, direito reservado somente aos Homens libaneses.
    Dos 124 deputados do Libano somente 4 são mulheres. Dos 24 ministros do governo, so há 1 mulher. No governo precedente não havia nenhuma! Sim o Libano ainda é uma sociedade patriarcal, feodal, machista, e com muita descriminação.
    Lamentamos por fim, e ignorância da realidade da parte do sr. Consul Kabalan Frangieh, que apesar de ter estudos, vive no mundo da fantasia. Nao é se enscondendo atras de mentiras e ilusões que voces irão amelhorar as condicões da mulher libanesa.

  14. Responder Flávio jul 1,2014 18:42

    Sou brasileiro descente da tão honrosa raça árabe e acima de tudo libanês, casado com uma libanesa . O que esta rede de televisão fez e imperdoável, providências deverão ser tomadas mas no âmbito diplomático bem como jurídico , como bem disse a colega acima Natilia Forcat. Também contra aquele , que se disse cônsul honorário do Brasil no Líbano, pois e desconhecedor de qualquer tipo de lei tanto a nossa como a do Líbano. Sou casado a mais de 20 anos, sempre, a cada ano viajo para o Líbano e desconheço tais informações veiculadas , na tão miserável reportagem. Alguma coisa estão querendo fazer ver aos brasileiros contra os libaneses, pois fiquem sabendo que está mal fadada emissora professa as ordens dos judeus, que por sinal nada tenho contra, mas como sabem e se não sabem o Líbano não mantém relações diplomáticas com Israel , e a família Marilho só pode ser israelense e respeito não teme com os libaneses. Ainda um dos produtores do fantástico sr. Ali Kamel e mulcumano e não deveria deixar veicular tal quadro no programa. Sinceramente espero , que essa emissora aproveitadora, repare o mal estar e palavras mentirosas, mas com energia, reparando tal erro não com notinhas de desculpas, mas com uma reportagem a altura do que e o Líbano, sua verdadeira face. E o sr cônsul honorário também responda por tais informações descabidas.

  15. Responder Vagna Bandeira Abbas jul 2,2014 6:28

    Fico feliz que o Libano tenha mudado. Estive por diversas vezes implorando justiça, igualdade , respeito sobre o sequestro dos meus filhos e não consegui. Parabéns as mulheres libanezas pelo progresso.infelizmente, as brasileiras que tiveram o azar de casar com libanes ,no meu caso, não me foi permitido desfrutar desse progresso todo. Sei de caso que brasileira que esteve em carcece privado , impossibilitada de estar com o filho, de amamentar o filho ,dentro da casa da familia do marido.Fazem 17 anos que espero este respeito todo.Parabéns Libano, parabéns mulheres libanezas,

  16. Responder Nassibe jul 2,2014 14:59

    A maioria dos homens Libaneses,sao ignorantes,e a opiniao de suas mulher na maioria dos casamentos nao vale!
    A maioria sao machistas,por terem um criacao diferente e uma cultura diferente,e a maioria das mulheres aceitam,por causa dos filhos,a mulher no Libano so tem a guarda da crianca,no meu caso q tenho uma filha ate os 12 anos,eu fui obrigada a fugir do Libano com q minha filha,porque nao aguentava a ignorancia e machismo do meu ex marido!

  17. Responder Nassibe jul 2,2014 15:02

    Eles pode proibir a mulher e os filhos de viajarem sem a sua autorizacao,colocando os nomes no aeroporto,como se fosse uma criminosa!

  18. Responder Luiz Sergio jul 2,2014 15:51

    Me sinto envergonhado de ser Brasileiro….a Globo além de destruir as famílias desconhecem totalmente o Islã.
    Peço desculpas e perdão a sociedade Libanesa pois infelizmente o Brasil é uma terra sem DEUS.

  19. Responder Regina jul 2,2014 16:17

    Acho que o machismo existe em qualquer parte do mundo no Brasil temos lugares como Amazonas,Nordeste etc… onde meninas de 8 anos são violentadas e muitas vendidas por um prato de comida só que essa realidade o Brasil não mostra a mídia esconde.Agora uma coisa é verdade no Líbano não protege a mulher não existe lei de proteção para mulher,tanto que quando ela casa ela perde o direito de trabalhar isso faz com que o homem se sinta como propriedade então as pessoas tem que parar de tapar o sol com a pene porque essa realidade existe no mundo quando a emissora é puro sensacionalismo,racista e preconceituosas vejo meninas menor de idade na tal novelinha da malhação dando beijo de sexo,que emissora é essa que expõe a mulher de uma forma tão baixa?

  20. Responder mohamad jul 2,2014 16:20

    a mulher aque no brasil tratada como objeto sexual nao tem nem um comercial sem mulhers peladas

    • Responder Hipátia dez 14,2015 21:19

      Hipátia Em relação a matéria da globo achei muito apropriado ,a emissora prestou um bom trabalho a sociedade brasileira visto que em muitos casos ela defende os interesses da elite.Segundo algumas pessoas que moraram ou tiveram contanto com as sociedades muçulmanas, estas dizem que a emissora não mentiu nada ,esta é a realidade nesses países.Ainda que estava presente na entrevista o Cônsul do Brasil ,será que este homem estava mentindo?, ou será que ele não estava tentando alertar as brasileira para o que as esperam?Tanto ele como o Itamaraty ,colocaram avisos nas paginas do site alertando sobre casamento com pessoas do Paquistão e países Islâmicos, será que dariam suas caras se não fossem necessário para o bem das brasileiras que não sabem aonde estão pisando , porque no Brasil não escondemos que somos a nação mais assassina, corrupta com altas taxas de homicídio do mundo, mas somos transparentes e não ficamos de choramingo.

  21. Responder Roberto Feltrin jul 2,2014 17:06

    O Flávio acusou o golpe da Rede Globo em suas palavras; ”Alguma coisa estão querendo fazer ver aos brasileiros contra os libaneses, pois fiquem sabendo que está mal fadada emissora professa as ordens dos judeus”. Possivelmente os EUA e Israel tem algum plano macabro contra o Líbano. A ideia é Demonizar o Líbano para buscar apoio na opinião publica brasileira. Este é o trabalho sujo da Rede Globo. Assim foi contra o Iraque, assim está sendo contra a Síria e assim será contra o Líbano.

  22. Responder abu dabi jul 2,2014 18:44

    tudo isso é verdade da rede globo,faço parte desta sociedade machista e hipocrita, são raros os homens que respeitam suas mulheres, e a maioria se sentem proprietarios delas,nao somente os muçulmanos até mesmos os catolicos !!

    • Responder Edith jul 3,2014 2:35

      Pq vcs homens q sao a minoria como abu dabi nao tentam mudar essa sociedade machista e hipocrita, se ninguem to,ar iniciativa isso nunca vai mudar, nos vivemos no ano 2014, a escravidao ficou no passado, esse povo tem q acordar p a realidadr,espero q todo povo arabe pssa um dia viver empaz c liberdade svnenhum tipo fe discriminacao. Independente de cor. Raca nacionalidae ou religiao. somos todos iguais e deveriamos viver todos em harmonia,esperoor mundo justo como e o desejo de DEUS,ALLAR,JEOVA. Amen.

  23. Responder Ali jul 2,2014 19:25

    Lamento a reportagem da globo que não tem nada de real foi feita com uma mulher da vida de origem brasileira que fala sobre a vida dela e não da vida em geral no meu pais Líbano

  24. Responder Roberto jul 2,2014 21:49

    Eu, vendo as notícias das “declarações editoriais da grande rede de TV Brasileira, posso dizer o seguinte: Conheci alguém de sangue Sirio / Libanês e fiquei impressionado com o comprometimento da mulher para com seu parceiro, coisas estas as vezes incompreensíveis no mundo ocidental. Homem e Mulher no mundo árabe nem sempre é o mesmo para com o mundo ocidental assim, cada povo com suas regras sociais. No meu país (Brasil)as regras são outras e como sou Brasileiro e originário de imigrantes Italianos, acima de tudo sou um Brasileiro nato, o qual devo única e exclusivamente reger a minha vida conforme as leis de meu País.

  25. Responder Edith jul 3,2014 2:13

    Estou indignada c tamanha violencia em todos os sentidos contra a mulher no oriente medio. No libano as mulhers sao tratsdas como objeto s nenhum valor, homens mulcumanos onde estao o amor o carinho p c p proximo. Q adianta rezar fazer jejum usar o nome de Allar em vao se vcs fazem tudo errado, sao monstro machista c aquelas q nao tem como se defender, eainfa culpa os Estados unidos e. Israel, vcs deveriam sentir a pele o q suas maes esposas e filhas sentem.alem do mais vcs tem tres ou quatro esposas, o livro sagrado falam p tratar c respeito suas maes filhas e esposas, e vcs fazem ao contrario,tenho nojo de vcs homens machistas hippcritas de pouca fe, rezam e fazem tudo errado, por isso bcs nao tem paz.

  26. Responder Felippe Lutfalla Neto jul 3,2014 22:53

    Muito bem M. Kabalan. Posso lhe afirmar sem dúvida alguma que a manifestação de repúdio da entidade diplomática, a qual temos o maior respeito e admiração, está à altura da dignidade de seu representante.
    O teor da “carta” consular, elucidativo, esclarecedor, e, acima de tudo, polido enrobustece o caráter verossímil de todas suas ponderações.
    Portanto, nada nos resta seguidamente a essa lamentável reportagem, cujo aspecto sensacionalista serve apenas a ludibriar nossa sociedade, senão prestar integral apoio e solidariedade à bela resposta emanada do Consulado Geral Libanês.

  27. Responder Maroun Daccache jul 4,2014 1:20

    O Senhor falou a verdade em nome de cada Libanes viveu no Libano, conheceu o Libano ou tem relaçao forte com o Libano, eu tenho orgulho que nasci e cresci no Libano, entre uma familia grande onde nossas maes nos educaram e nos ajudaram para seguir a vida dentro ou fora do Libano, eu lamento esse reportagem de um journalista que nao sabe nada sobre as familias libanesas, ou foi pago de alguma forma para falar isto, ou ele nao tem conciencia sobre o que ele falou.
    O Libano nao precisa se defender, nome dele so tem historias e sucesso por mais que 5000 anos, do Libano saiu as letras que esse journalista hoje consegue escrever.
    Tem 12 milhoes libaneses no Brazil, a Globo nunca gastou ou mandou fazer uma reportagem sobre Libano mostrando ao lado maravilhoso de nosso pais, talvez pudia misturar ou melhorar as noticias que todos os dias ela mostra, nunca vi ate hoje no journal nacional passando noticia boa, podemos contar quantas noticias de viloencia passa por dia no Brazil.
    Meus conselhos para globo : Começa mostrar a verdade na sua casa!

  28. Responder ronald mansur jul 10,2014 13:51

    brimos e brimas, vamos denunciar todos os dias a
    macabra oposição aos árabes.

  29. Responder ZEMOR jul 22,2014 10:37

    bom mesmo é no brazil que tratam as mulheres como moeda de mercadoria de cervejas e empresas de carros que pagam para manter no ar canais de tv que atraem alienados e alienam uma nação…onde alguns ruídos são chamados de musica e em suas letras trazem um carregado conteúdo de prostituição,promiscuidade e é abertamente exposto a crianças e jovens…bom é o brazil que cumpre as leis dos homens e não as leis de Deus…não punem o MAU e dessa forma estão punindo os de BEM…enfim,essa emissora deveria chamar os SUPER-HERÓIS dos filmes que eles apresentam para defenderem contra os malvados VIETNAMITAS,RUSSOS,ÁRABES…quem passa a vida assistindo MENTIRAS acaba acreditando que é VERDADE…

  30. Responder ZEMOR jul 22,2014 10:59

    Acreditei a vida toda que o animal era um ser irracional e o homem um ser racional mas o que vejo em maioria é,o animal não necessita sair as compras,não necessita estudar para ser sábio,sua sabedoria é viver dos bens de um mundo que Deus deixou com tudo,não necessita de carro,não se estressa com corre,corre,trabalho,não se alimenta com tecnologia e televisão para passar o tempo…não briga por futebol nem sofre por ele…não depende de remédios e hospitais…ama todos os dias inclusive a segunda-feira,vive respeitando a vontade de Deus e só sofre mesmo porque o homem quer incluir um mundo novo porque crê que o de Deus não foi bem feito por não ter árvores de ração para animais,árvores de salgadinhos,rios de cerveja,a arte de ver está roubando a arte de observar…ganâncias colocam povos contra povos…tem gente que necessita de televisão para sentir-se inteligente,informado…pois bem,talvez seja fonte de informação mas não de sabedoria e,será que o animal que não lê,não faz faculdade e não adquire bens não vive…hmmm,será mais um erro para os homens corrigirem em suas sábias mentes,porque se não vivem porque estão vivos….quando estamos junto a natureza estamos com Deus então é para recordarmos…e cuidarmos muito porque a tecnologia está levando a loucura e a ganância…ao estresse e as doenças…escolha o seu mundo para viver…o que Deus criou ou o que o homem pensa estar corrigindo e criando

  31. Responder Abdul Haika. nov 21,2014 15:21

    A rede Globo segue uma estratégia orquestrada de difamação da cultura árabe no Brasil atendendo interesses espúrios e anti-nacionais.

    Já denunciava em 2011 está praticar:

    http://abdul-haikal.blogspot.com.br/2011/04/revista-veja-semeando-odio-contra-o.html

  32. Responder MELISSA maio 7,2015 22:06

    O BRASIL TEM MUITOS PROBLEMAS , MAS NÓS NÃO NOS ESCONDEMOS DA MÍDIA OU QUALQUER QUE DESEJE SABER SOBRE O BRASIL.PORÉM ACHO OS ARABES SÃO UM POUCO DENGOSOS NO QUE SE REFEREM A SUA CULTURA, É IMPORTANTE QUE AS PESSOAS SAIBAM O QUE OCORRE NO ORIENTE MÉDIO, PORQUE HÁ MUITAS BRASILEIRAS QUE ESTÃO SE ENVOLVENDO COM HOMENS DE LÁ E ESTÃO CAUSANDO MUITO PROBLEMA PARA A EMBAIXADA DO BRASIL.EU NÃO VEJO COMO DISCRIMINAÇÃO EU VEJO QUE EMISSORA FEZ UM ALERTA INFORMATIVO PARA QUE AS MULHERES PENSEM E ANALISEM SE DA CERTO TROCAR DE PAÍS, MESMO QUE AS LEIS BRASILEIRAS NÃO CONSIGAM AJUDAR QUANDO FOR NECESSÁRIO.

Deixar um comentário