Al-Qalamoun, o Exército Sírio decide reagir. 4

Share Button

Por Assad Frangieh.

Em 21 de outubro de 2013, o vilarejo histórico de Saddad foi invadido por militantes islâmicos pertencentes à Jubhet Al-Nusra. Pelo menos nove pessoas foram mortas enquanto as forças do Exército da Síria foram enviadas no dia 22 de outubro para retomarem a cidade. Houve feroz resistência até que no dia 28 de outubro, o Exército retomou o controle total do vilarejo de 3.500 habitantes que falam o aramaico, a língua de Jesus Cristo. Foram encontradas duas sepulturas de civis, incluindo mulheres e crianças, contendo 30 corpos.

Com isso, os confrontos na região de Al-Qalamoun tomaram um diferente rumo. Os militantes fundamentalistas em números significativos, vindo de Aarsal no Líbano, conseguiram se infiltrar no vilarejo de Mehin e ocuparem os depósitos de armas do Exército. Em ação rápida, o Exército os cercou e recuperou o controle de tais depósitos, ao mesmo tempo, que avançou em outros vilarejos e cidades, dando início à uma surpreendente recuperação de territórios próximos da autoestrada Damasco-Homs, num intervalo de 15 dias.

Esta operação tem importante significado porque repele os militantes fundamentalistas para o Líbano e corta uma principal rota de suprimento de armas e munições. A imagem abaixo ilustra a atual mobilização do Exército Sírio e importante momento de suas vitórias.

Al-Qalamoun_16_11_aClique na imagem para ampliar.

A linha amarela é a fronteira com o Líbano. Os traçados em amarelo é uma região sob controle do Hezbollah. A ocupação em Saddad aconteceu em 21 de outubro de 2013. O Exército Sírio ocupou em 16/11/2013 a cidade de Qorah e realiza operações militares em Al-Nabak e Yabroud. Muitos militantes fundamentalistas estão fugindo para Aarsal havendo inclusive operações do Exército Libanês para impedir a entrada de grupos armados. O círculo em verde representa os depósitos de armas recuperados sem que os militantes da Al-Qaeda conseguirem transportar quaisquer munições. O cerco à Mihin acabou dizimando os fundamentalistas não abrindo desta vez rotas de fugas ou retiradas. Os círculos pretos representam presença dos grupos de Jubhet El-Nusra e outros em tais localidades.

Amplie seus conhecimentos lendo outro artigo sobre o assunto. Clique aqui.

 

Share Button

4 thoughts on “Al-Qalamoun, o Exército Sírio decide reagir.

  1. Responder Nathaniel Braia nov 17,2013 12:51

    Caro Assad:

    As descrições e os mapas que você tem publicado são perfeitos e ilustrativos mas – não sei se isso já é possível – acho importante termos um quadro mais geral da situação militar do ponto de vista geográfico, povoados em mãos dos mercenários, rotas, e os efetivos que estão combatendo, baixas, se der seria um furo de reportagem.

    Abraço

    Braia

    • Responder Assad nov 17,2013 13:43

      Caro Braia.
      As informações estão sendo captadas pelas publicações principalmente no Facebook, dos aliados e dos contras na Síria, inclusive de cada cidade e vilarejo. O foco maior tem sido os locais de confrontos diretos e possibilidade de desequilíbrio militar. É possível montar um mapa com especificações maiores. Vou começar trabalhar nisso. Obrigado por sua credibilidade.
      Abs.
      Assad.

  2. Responder Alexandre nov 19,2013 22:45

    Parabens pela cobertura. Este é o unico site confiavel. Leio toda semana. Bravo povo Sirio.

  3. Responder eduardo sarkis nov 20,2013 14:25

    Tem sido sem dúvida uma referência.Parabéns.

Deixar um comentário