A Rússia adapta-se às “sanções do inferno”

Por M. K. Bhadrakumar  resistir.info – 11.03.22 As observações do Presidente russo Vladimir Putin na sua reunião com ministros do governo na quinta-feira foram os seus primeiros comentários sobre as “sanções do inferno” do Ocidente. Elas focaram-se quase inteiramente “num conjunto de medidas para minimizar as consequências das sanções sobre a economia russa e o ...

Pepe Escobar: Como a Rússia reagirá à Declaração de Guerra de EUA-UE 

4/3/2022, Pepe Escobar, Strategic Culture Foundation “Só a autossuficiência garante total independência. E o Sul Global também compreendeu em profundidade o Grande Quadro.” Um dos principais temas subjacentes da matrix Rússia/Ucrânia/OTAN é que o Império das Mentiras (direitos autorais de Putin) foi abalado até o âmago pela capacidade combinada de mísseis hipersônicos russos e um ...

Alastair Crooke: A ‘Destruição Construtiva’ do modelo da Rússia, de relações com o Ocidente  3

27/2/2022, Alastair Crooke, Strategic Culture Foundation O Ocidente coletivo já estava furioso. E está apoplético depois que o presidente Putin chocou os líderes ocidentais ao ordenar “operação militar especial” na Ucrânia, que está sendo amplamente descrita (e percebida no Ocidente) como declaração de guerra: ‘ataque de choque e pavor que afeta cidades em toda a ...

Discurso de Vladimir Putin explicando por que a Rússia começa na Ucrânia

Vladimir Putin Rede Voltaire | Moscou (Rússia) | 24 de Fevereiro de 2022   Kremlin, 24 de fevereiro de 2022 – 06:00 (horário de Moscou) Cidadãos da Rússia, Amigos, Considero ser necessário falar hoje, de novo, sobre os trágicos acontecimentos em Donbass e sobre os aspectos mais importantes de garantir a segurança da Rússia. Começarei ...

Escalada de Tensões (6) Duas interpretações do processo ucraniano

Thierry Meyssan A escolha dos Anglo-Saxónicos em ignorar a proposta russa de um Tratado garante da paz e de o substituir pela fantasia de uma crise ucraniana não dá frutos. A França agita-se, a Alemanha está paralisada, mas a Hungria é susceptível de arrastar os seus vizinhos para uma posição idêntica à da Rússia : ...

Pepe Escobar: Do Mar Negro ao Oriente Médio, não cutuque o urso russo 1

Os EUA não deveriam ter cutucado o urso russo. Agora está totalmente acordado 24 de fevereiro de 2022, 22:38 h Os EUA não deveriam ter cutucado o urso russo. Agora está totalmente acordado: depois da Ucrânia, os russos provavelmente farão uma varredura limpa dos beligerantes estrangeiros que vasculham o Mediterrâneo Oriental e o Mar Negro. ...

Pepe Escobar: O Nascimento dos Bebês Gêmeos

“Vocês não acreditam no princípio da segurança indivisível? Beleza. Agora somos nós que ditamos o ritmo da segurança”. 22 de fevereiro de 2022, 21:46 h Por Pepe Escobar, para o Strategic Culture A Virada Estratégica da Rússia Enlouquece o OTANistão “Vocês não acreditam no princípio da segurança indivisível? Beleza. Agora somos nós que ditamos o ...

Escalada de tensões (3) Washington recusa ouvir a Rússia e a China

Thierry Meyssan Durante a semana, Moscou esperou uma resposta à sua proposta de Tratado garantindo a paz. Washington jamais a referiu. Pelo contrário, acusou a Rússia de se preparar para atacar a Ucrânia e de planear uma operação de falsa bandeira para a justificar. A Rússia já não pode recuar mais e qualquer ação da ...

Pepe Escobar: Relação Irã-Rússia atinge ponto de estratégia máxima

À medida que o eixo atlanticista se afoga em arrogância e incompetência, bem-vindo aos contornos do mundo pós-ocidental eurasiano, escreve Pepe Escobar 23 de janeiro de 2022, 15:09 Publicado originalmente no The Cradle A visita oficial à Rússia do presidente iraniano Ebrahim Raisi, a convite de Vladimir Putin, gerou uma das imagens geopolíticas mais impressionantes ...

A crise do Cazaquistão como epicentro geopolítico da Ásia Central

 Se o sistema político e o aparelho de Estado cazaque estão majoritariamente sob o controle de oligarcas nacionais e tribais, o território econômico implica em posição radicalmente inversa. por Bruno Beaklini Publicado  jornalggn em 17 de janeiro de 2022  A crise no Cazaquistão nos apresenta um paradoxo na análise. Por um lado, é impossível desenvolver uma ...