Que política EUA adotará após as eleições parlamentares?

Thierry Meyssan Desde o mês de maio, a Casa Branca não cessa de adiar a publicação da sua estratégia de segurança nacional. Na realidade, o presidente Obama constata que embora a sua equipe faça melhor gestão dos acontecimentos que a do seu predecessor, ela é incapaz de apresentar uma análise coerente do mundo e de ...

Árabes do Golfo espiam para dentro do mundo multipolar

11/10/2014, [*] MK Bhadrakumar, Indian Punchline − rediff BLOGS “Gulf Arabs peep into multipolar world” Tradução Vila Vudu Churchill (E), Roosevelt(C) e Stalin(D) (Ialta, Crimeia – de 4 a 11 de fevereiro de 1945) O tradicional sistema de alianças prevalecente na região do Golfo desde que o então Presidente dos EUA, Franklin Roosevelt, deixou a Reunião de Ialta (1945) com Winston Churchill e ...

Do Camboja ao ISIS: ” Tudo que voe, contra tudo que se mova”

8/10/2014, [*] John Pilger, Blog de John Pilger From Pol Pot to ISIS: “Anything that flies on everything that moves” Tradução Vila Vudu O MUNDO DE HENRY KISSINGER (por David Levine) Ao transmitir as ordens do presidente Richard Nixon, para um bombardeio “massivo” contra o Camboja em 1969, Henry Kissinger disse: “Tudo que voe, contra tudo que se ...

Barack Obama, Estado Islâmico e guerra sem fim

3/10/2014, [*] Flynt Leverett e Hillary Mann Leverett, Information Clearing House “Barack Obama, the Islamic State and America’s Never-Ending War in the Middle Tradução Vila Vudu O presidente Obama continua – pelo menos por enquanto – a resistir contra o envio de grande número de soldados dos EUA para combater no solo o Estado Islâmico, mas os componentes militares ...

Obama “exigiu” capitulação da Rússia!

30/9/2014, [*] MK Bhadrakumar, Indian Punchline− rediffBLOGS “Obama demands capitualtion by Russia” Tradução Vila Vudu Sergey Lavrov , MRE da Rússia O Ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov é profissional muito experiente, que está na linha de frente da diplomacia mundial há mais de 40 anos, e só muito raramente, se é que alguma vez, deixou transparecer ...

Coalizão anti -ISIS/ISIL é o plano B dos EUA para voltar ao Oriente Médio ” por outra porta”

26/9/2014, Marwa Haidar entrevista o Dr. Mohammad Sadeq al-Husseini, Al-Manar, Beirute “Anti-ISIL Coalition US’ Plan B to Return to M.E.” Resumo da entrevista traduzido por Vila Vudu Dr. Mohammad Sadeq al-Husseini O Dr. Mohammad Sadeq al-Husseini, cientista-político e estrategista iraniano, alertou contra a coalizão que os EUA estão organizando contra o ISIS/ISIL, classificando-a como “um plano B ...

Na ONU, Dilma se contrapõe a vontade de Obama por nova Guerra

Norte-americano diz na Assembleia Geral que ‘assassinos’ do Estado Islâmico só entendem ‘linguagem da força’. Brasileira recorda papel dos EUA no desmonte do Iraque e questiona: ‘Bombardear para quê?’ Publicado por : Redação RBA  24/09/2014 17:52 ALLAN TANNENBAUM/POOL/EFE Obama pediu que o mundo se unir a mais uma vez em uma ofensiva bélica no Oriente Médio ...

“Proteger a América”: Obama fantasia os ataques aéreos na Síria 1

O presidente estadunidense Barack Obama deu declarações messiânicas sobre sua decisão de atacar o Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL), que vem atuando com brutalidade no Iraque e na Síria. Nesta terça-feira (23), diante da Casa Branca, ele disse que “a América [EUA]” recebe agradecimento pelas ações “do melhor Exército que o mundo ...

Obama, a máscara do fariseu

Obama, a máscara do fariseu
Por Miguel Urbano Rodrigues Vila Nova de Gaia, 3 de Setembro de 2014  O original encontra-se em http://www.odiario.info/?p=3389   Assente a poeira do tempo atual, o que ficará na Historia da passagem pelo poder de Barack Obama no início do século XXI quando o fim da hegemonia dos EUA começava a ser transparente? Creio que ...

Guerra contra Síria não acabou: Israel abre fogo contra Síria e ONU volta a acusar o governo sírio de usar armas químicas. 1

Guerra contra Síria não acabou: Israel abre fogo contra Síria e ONU volta a acusar o governo sírio de usar armas químicas.
 Editorial Oriente Mídia A guerra contra Síria não acabou. Embora alguns analistas políticos afirmem que houve uma aproximação entre Damasco e Washington, que poderiam se unir para acabar com a influência do Estado Islâmico (EI, ex-ISIS) na região, as evidências mostram exatamente o contrário: Israel tem bombardeado novamente a Síria e surgiu uma nova retórica ...