Pepe Escobar: Por trás do black terror de Hong Kong

Trabalho de decifrar quem está por trás da violência leva a longa lista de possibilidades 11/10/2019, Pepe Escobar (de Hong Kong), Asia Times “Se queimamos, vocês queimam conosco.” “Autodestruição todos juntos” (Lam chao[1]) Os novos slogans dos black blocs de Hong Kong – gangue em fúria conectada aos camisa-negras que protestam – surgiram pela primeira vez ...

Nada de campanha de relações públicas para Hong Kong

Rede Voltaire | 23 de Setembro de 2019 Enquanto a National Endowment for Democracy (NED) [1] apoia activamente as manifestações em Hong Kong e Moscovo, o Governo da região especial chinesa tentou contratar uma firma global de Relações Públicas. Para a Chefe do Executivo, Carrie Lam, tratava-se de tranquilizar os meios de negócio e os turistas ...

Enfraquecer países manipulando a democracia

Rede Voltaire | 15 de Agosto de 2019 Agora tornou-se sistemático: quando as pessoas, sejam quais forem, expressam oposição ao Poder no seu país (salvo nos dos «Cinco Olhos» [1]), seja ele qual for, grupos afiliados à NED tomam o controle dos manifestantes, sem o seu conhecimento. Esta estratégia não tem nenhuma relação com as situações ...

Os Britânicos e a «revolução colorida» em Hong Kong

Rede Voltaire | 11 de Agosto de 2019 Desde a transferência da soberania do Império Britânico para a República Popular da China, Hong Kong é —com Macau— uma das duas Regiões Administrativas Especiais da China. Conforme aos acordos de 1997, Pequim instalou a democracia ocidental em Hong Kong, que jamais a conhecera antes. Pela primeira ...

Hong Kong: EUA e a diplomacia de bandidagem

9/8/2019, Global Times, Pequim Netizens de Hong Kong distribuíram recentemente uma foto de uma diplomata norte-americana em reunião com várias figuras da oposição radical, dentre as quais Joshua Wong, em período sensível de tumultos na cidade. Na sequência, a mídia de Hong Kong também noticiou que aquela diplomata, Julie Eadeh, chefe da unidade política do ...

Enquanto os cães da ignorância ocidental ladram, a homenagem chinesa ao fim da 2º Guerra Mundial passa

31/8/2015, Pepe Escobar, RT Traduzido por Vila Vudu A importância para a China do desfile da próxima 5ª-feira [no Br., 4a-feira, 9/9], que celebrará os 70 anos do fim da 2ª Guerra Mundial no Pacífico Asiático, é imensa. A rendição dos japoneses foi formalmente assinada no porta-aviões USS Missouri, na Baía de Tóquio, dia 2 ...