Furiosa escalada de Israel, em resposta ao discurso de Nasrallah

Fonte:Pravda.ru 21/01/2015 Há três dias, o secretário-geral do Hizbollah libanês, Hassan Nasrallah, avisou Israel contra “movimentos estúpidos”: Nasrallah disse que os combatentes do Hezbollah estão na Síria, em luta contra grupos extremistas, tentando reduzir as ameaças terroristas contra a Síria, o Líbano e toda a região. Aliado chave do presidente sírio Bashar al-Assad, Nasrallah disse que ataques israelenses ...

Uri Avnery: Acenando da primeira fileira- Reflexões sobre o recente massacre em Paris e o sionismo.

Uri Avnery*, 17 de janeiro de 2015 Traduzido por Moara Crivelente   OS TRÊS terroristas islâmicos poderiam estar orgulhosos de si mesmos, se tivessem vivido para ver. Ao cometer dois ataques (bem comuns, pelos padrões israelenses), eles espalharam o pânico por toda a França, levaram milhões de pessoas às ruas e reuniram mais de 40 ...

2015: Um ano inflamado para o governo francês

Paris (Prensa Latina) Importantes temas em matéria política e econômica integram as prioridades da agenda do governo francê para 2015, um ano considerado essencial face às eleições presidenciais de 2017. O presidente François Hollande tem grandes desafios, sobretudo porque se encontra na segunda metade de seu mandato com um balanço negativo em matéria de luta contra ...

Quem dirige a América: Bushes, Clintones e seus clãs

Por: Svetlana Kholodnova © Foto: AP/Molly Riley Negócio familiar: ao cargo de presidente dos EUA em 2016 pode candidatar-se Jeb Bush, antigo governador da Flórida e, por inerência, irmão de George W. Bush, antigo dirigente dos EUA. Se Jeb Bush avançar para as eleições e vencer, ele será o terceiro representante do clã dos Bushes ...

Partidos árabes em Israel se organizam para tentar barrar reeleição de Netanyahu

Guila Flint | Tel Aviv – 17/12/2014 Após aumento da cláusula de barreira eleitoral, três partidos que representam árabes tentam formular estratégia para barrar avanço da direita Como unir liberais, nacionalistas, comunistas e islamistas em um só partido? Se os políticos que representam os cidadãos árabes de Israel não se unirem, correm o risco de ...

Immanuel Wallerstein: As consequências mundiais da vitória de Dilma Rousseff

novembro 3, 2014 15:01 Intelectual ressalta o papel do Brasil na construção de instituições latino e sul-americanas, o que manteve os EUA e seu poder mais distantes da região Por Immanuel Wallerstein, em seu site | Tradução: Vinicius Gomes Em 26 de outubro, a presidenta do Brasil Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores (PT), foi reeleita no segundo turno ...

Erdogan-presidente: renascimento do Império Otomano

Erdogan-presidente: renascimento do Império Otomano
Igor Siletsky Fonte: Voz da Rússia   “A Turquia está renascendo das cinzas”, acredita Recep Tayyip Erdogan. O discurso patético do já ex-primeiro-ministro turco foi dedicado à sua vitória nas eleições presidenciais.   O novo chefe de Estado disse que pretende ser “não só o presidente de todos aqueles que votaram nele, mas também o ...

Pepe Escobar: ” Geopolítica da Copa do Mundo”

Pepe Escobar:
12/6/2014, [*] Pepe Escobar, Asia Times Online − The Roving Eye “The geopolitics of the World Cup” Traduzido pelo pessoal da Vila Vudu Seleção alemã confraterniza com índios Pataxós na Bahia (10/6/2014) SÃO PAULO – Numa das imagens que, até aqui, definem a Copa do Mundo, vê-se a Mannschaft alemã – a seleção alemã de futebol – confraternizando com índios ...

Oriente Médio: EUA “versus” democracia

 Oriente Médio: EUA “versus” democracia
 [*] Ahmed E Souaiaia, Asia Times Online − Speaking Freely “US hypocrisy and Middle East democracy” Traduzido pelo pessoal da Vila Vudu O Acordo de Ta’if, de 1989, que mudou a fórmula de partilha do poder no Líbano, e a Constituição do Iraque, escritos sob “supervisão” das forças de ocupação norte-americanas, são bons exemplos de ferramentas políticas concebidas ...

A derrota imperialista na Síria

A derrota imperialista na Síria
Lejeune Mirhan *do Vermelho   Como todos acompanharam, apesar da pouca cobertura pelos jornais brasileiros, que a República Árabe Síria realizou eleições democráticas no último dia 3 de junho de 2014, terça-feira. Quase 12 milhões dos 15 milhões de eleitores inscritos, mesmo com intenso boicote dos terroristas e da mídia internacional, compareceram ás urnas e ...