Washington desconcertado pelas redes de financiamento do Hezbollah

Rede Voltaire | 25 de Abril de 2019 O Departamento de Estado dos EUA dobrou o bónus oferecido a quem fornecer informações permitindo cortar receitas do Hezbollah libanês. O programa Recompensas pela Justiça (Rewards for Justice paga agora até US $ 10 milhões de dólares por informações sobre as atividades de três personalidades suspeitas de coletar ...

Os Irmãos Muçulmanos em breve na lista terrorista dos EUA

Rede Voltaire | 3 de Maio de 2019 A Casa Branca confirmou que o Presidente Trump estava a considerar colocar a Confraria dos Irmãos Muçulmanos na lista negra de organizações terroristas. Os Irmãos Muçulmanos são uma organização política e nada religiosa, controlada desde a sua refundação, após a Segunda Guerra Mundial, pelo MI6 britânico. Têm ...

A União Europeia é forçada a participar nas guerras dos EUA

Thierry Meyssan Desde o Tratado de Maastricht, todos os membros da União Europeia (aqui incluídos os países neutrais) colocaram a sua defesa sob a suserania da OTAN ; a qual é exclusivamente dirigida pelos Estados Unidos. É por isso que, quando o Pentágono delega ao Departamento do Tesouro o cerco económico de países que quer ...

Sharmine Narwani: Sobre a história secreta da derrota dos EUA na Síria ( Parte I)

21/4/2019, Patrick Lawrence* entrevista Sharmine Narwani, Blog e Salon (1/2) Quando a guerra na Síria foi recentemente declarada decidida, havia poucos correspondentes ou testemunhas a quem recorrer para um olhar confiável sobre o que aconteceu naqueles oito anos de conflito. Dentre as poucas pessoas capazes de responder as minhas muitas perguntas, sempre contei com Sharmine ...

Irã inspira medo irracional ao ocidente: desastre à vista

11/4/2019, Said Mohammad Marandi,[1] Middle East Eye (atualizado 22/4/2019, 9h) Enquanto regimes ocidentais vão construindo uma nova crise humanitária na Venezuela, as mídia-empresas privadas e estatais que os seguem e respectivos think-tanks corruptos encarnam o que o Lorenzo, em Mercador de Veneza, Shakespeare, descreve como “vestes (transitórias) enlameadas, da decadência”* e, correspondentemente, frustram quaisquer tentativas ...

Os EUA aceitam o retorno de refugiados sírios

Rede Voltaire | 23 de Abril de 2019 Segundo a rádio privada de Damasco Sham FM , os Estados Unidos teriam autorizado 4. 000 refugiados sírios a deixar o campo de al-Rukban (situado na tríplice fronteira jordano-sírio-iraquiana). Este campo norte-americano abriga, em condições deploráveis, 60.000 pessoas que fugiram aos combates no Sul da Síria. Os ...

Deixará o Ocidente construir a estrada de ferro ligando o Golfo ao Mediterrâneo ?

Thierry Meyssan Depois dos Estados Unidos e seus aliados terem deliberadamente criado as condições para a fome na Coreia do Norte, a seguir no Sudão, na Tunísia e hoje em dia no Yemen, começam a fazê-lo na Síria. O único meio para se defender disso é relançar a economia regional, a qual se afundou durante ...

Lição aprendida: Rússia faz na Venezuela o que errou ao não fazer na Iugoslávia, na Síria

16/4/2019, Marko Marjanović (anima o site Checkpoint Asia), para o The Saker blog Quando insistia para que os EUA iniciassem guerra aérea contra a Síria em 2012, Hillary Clinton argumentou em seus e-mails que a Rússia “não se intrometerá”, assim como “nada fez além de reclamar”, quando EUA e aliados bombardearam a Iugoslávia em 1999: ...

« A Arte da Guerra » A estratégia do Caos Encaminhado

Manlio Dinucci Como um cilindro compressor, os Estados Unidos e a NATO alastram pelo mundo a estratégia Rumsfeld/Cebrowski de destruicão das estruturas estatais dos países não integrados na globalização econômica. Para concretizá-la, usam os europeus aos quais fazem crer numa alegada “ameaça russa”. Ao fazê-lo, incorrem o risco de provocar uma guerra generalizada. Rede Voltaire ...

As guerras comerciais dos EUA de Trump – O roto falando do rasgado

9/4/2019, Andrei Martyanov, Blog. A essa altura, ninguém mais se deveria surpreender pelas guerras comerciais ensandecidamente declaradas pelo governo Trump a torto e a direito. Em muitos aspectos o modo de Trump abordar questões de relações e comércio internacional faz lembrar as convulsões de um paciente gravemente ferido, numa Unidade de Tratamento Intensivo, e não ...