Fumaça e espelhos:China nada tem a ver com isso! Nos EUA, são empresas recomprando as próprias ações

  26/8/2015, Michael Hudson, The Real News Network (vídeo e transcrição) Tradução: Vila Vudu “A China procura recuperar um ritmo de maior crescimento, quer defender sua partilha no mercado mundial. A China procura formas de mobilizar as poupanças e, ao mesmo tempo, procura financiar o próprio desenvolvimento interno. As desvalorizações têm duplo sentido: por um ...

China: Sobre a mais nova “guerra” de moedas 1

12/8/2015, Pepe Escobar, Sputnik News Tradução Vila Vudu Quando os EUA metem-se em ‘alívio quantitativo’ perene, tudo bem. Quando a União Europeia agarra-se ao seu ‘alívio quantitativo’, tudo bem. Mas quando o Banco da China decide que interessa à nação deixar o yuan cair um pouco, em vez de subir infinitamente… é o Apocalipse. Bastou ...

Reformatar o quadro de energia: Irã, China e Oleogasodutostão

O Oleogasodutostão – o grande tabuleiro de xadrez da energia eurasiana – nunca dorme. Recentemente, foi a Rússia quem jogou e encestou muito bem em todos os fronts: dois meganegócios de gás assinados com a China, ano passado; o lançamento do Ramo Turco, substituindo o Ramo Sul; e a duplicação do Ramo Norte, para a ...

Há algo de podre no reino do euro

1/8/2015, Yanis Varoufakis, Financial Times [só para assinantes] in Blog YVaroufakis Tradução Vila Vudu Das fundações da eurozona o espectro de um paradoxo espreita. Governos na união monetária não têm um banco central que lhes proteja a retaguarda, ao mesmo tempo em que o banco central que há não tem governo algum que lhe dê apoio. ...

Será que a Arábia Saudita é a Wall Street do Oriente Médio?

Ariel Noyola Rodríguez Ante a desaceleração econômica, o Governo da Arábia Saudita decidiu realizar uma série de reformas visando estimular os fluxos de investimento extrangeiro. A liberalização da bolsa de valores é o projeto mais ambicioso. Contudo, resta saber se conseguem evitar as práticas especulativas dos banqueiros de Wall Street ou se a alta da ...

Os “crimes” de Baschar Al Assad durante 12 anos de governo 4

Por: Ahmad Timor Data: 06/07/2015 Construir e reformar 10 mil mesquitas e 500 igrejas. Construir e reformar 8 mil escolas, 2 mil institutos técnicos e 40 faculdades. Formar 60 mil estudantes nos Institutos Hafez Al Assad para o ensino do Alcorão, sendo que todos os formados são considerados de primeiro nível em termos de domínio ...

EUA: economia declina, aumenta a ameaça de guerra

7/5/2015, [*] Paul Craig Roberts, Annual Conference of the Financial West Group, New Orleans publicado por Information Clearing House War Threat Rises As Economy Declines Traduzido pelo pessoal da Vila Vudu   A Economia dos EUA Os eventos definitórios de nosso tempo foram o colapso da União Soviética, o 11/9, a exportação de postos de trabalho dos norte-americanos e ...

Os ricos cada vez mais ricos

6/5/2015, [*] Mike Whitney, Counterpunch Titanic Stock Bubble Fueled by Buyback Blitz – The Rich Get Richer Traduzido pelo pessoal da Vila Vudu Bolha tamanho Titanic no mercado de ações: o assalto de recompra    New York Stock Exchange – NYSE Por que as ações continuam sempre em alta, agora que o dinheiro especulativo voou ...

Crises do Iraque e Síria custam bilhões para a Turquia

O custo que a Turquia tem pago pelas crises do Iraque e da Síria nos últimos quatro anos atingiu mais de US $ 16 bilhões. O principal partido de oposição, Partido Republicano do Povo (CHP), que tem sido criticado por não realizar uma oposição eficaz para as políticas do governo no Iraque e na Síria, ...

Roubini: O dólar está a ponto de entrar em guerra

A maioria dos principais bancos centrais ao redor do mundo têm facilitado a política monetária, o que levou à eclosão da guerra cambial global, e o dólar norte-americano em breve entrará na guerra, disse o economista Nouriel Roubini. O enfraquecimento da procura interna em muitas economias avançadas e emergentes está forçando os políticos a estimular ...